Abertas as inscrições para o Programa ‘Portugal no Coração’

Abertas as inscrições para o Programa ‘Portugal no Coração’

0 321

Os formulários de preenchimentos manual e preenchimento eletrónico já se encontram disponíveis no Portal das Comunidades

À semelhança do que sucede desde 1996, vai realizar-se mais uma edição do Programa «Portugal no Coração», cujo objetivo é levar para Portugal cidadão nacionais com mais de 65 anos de idade, residentes fora da Europa e que, por razões de carência económica, não visitem o país há mais de 20 anos. Em 2018, esta oportunidade foi proporcionada a 15 participantes, oriundos da Argentina, do Brasil, dos EUA e da Venezuela, que passaram por vários pontos de interesse turístico e cultural em todo país.

O programa deste ano decorrerá preferencialmente na segunda semana de Novembro de Outubro e irá contemplar no máximo 15 idosos, em regime de pensão completa, com a duração aproximada de 10 dias, de acordo com as disponibilidades da Fundação INATEL, da TAP Portugal e da DGACCP.

Aquele que não for beneficiário ASIC (Apoio Social a Idosos Carenciados) e quiser candidatar-se terá primeiro de passar por triagem idêntica a que foram submetidos os beneficiários ASIC, inclusive com visita domiciliar de nossa Assistente Social, e aguardar parecer final

Após o programa, os participantes poderão prolongar a sua estadia em Portugal junto de familiares e/ou amigos que os acolham e suportem eventuais encargos daí decorrentes. Cada participante cumpra com o Programa Cultural e Turístico do «Portugal no Coração» criado para o grupo participante e só depois poderá dar inicio ao prolongamento da sua estadia para visita de familiares e amigos.

O seguro de acidentes pessoais incluído neste programa tem a validade máxima do período do programa. No entanto, isso não impede que possam prolongar sua estadia em Portugal por um período superior, apesar de não estarem abrangidos por esse benefício.

Os candidatos devem comparecer na Embaixada de Portugal (ou Consulado-Geral da sua área de residência) com a ficha de candidatura, ficha de saúde, termo de responsabilidade e atestado médico a informar o seu estado geral de saúde onde figurem as principais patologias e a medicação diária prescrita; além de fotocópias simples do passaporte português  e do RNE ou do RG. Tanto a Embaixada de Portugal como os Consulados-Gerais deverão atestar a veracidade das declarações sobre as condições exigidas pelo regulamento.

Os critérios que presidem à seleção de candidatos são: idade mais avançada; situação económica de maior carência; período mais longo sem ir a Portugal. O regulamento do programa bem como as fichas de candidatura e de saúde e o termo de responsabilidade poderão ser encontrados no «Portal das Comunidades» (https://bit.ly/30TPSwI).

NO COMMENTS

Leave a Reply