Abraço da Madeira: há 25 anos a abraçar o Mundo

Abraço da Madeira: há 25 anos a abraçar o Mundo

0 248

Programa de rádio mata saudades a emigrantes madeirenses há 25 anos na Antena 1 Madeira e na RDP Internacional ao domingo

O programa de rádio ‘Abraço da Madeira’, atualmente apresentado pelo animador Duarte Rebolo, faz 25 anos. No passado domingo houve emissão especial a partir da Praça do Povo do programa da Antena 1 Madeira que leva a cultura e a tradição madeirenses a todos emigrantes que vivem espalhados pelo Mundo.

O espaço continua a ajudar a ultrapassar distâncias e a minimizar as saudades entre os madeirenses espalhados pelo mundo e os familiares que residem no arquipélago. Quando surgiu, o programa servia para mitigar a distância e a saudade entre o povo madeirense que tinha partido da ilha e os familiares que ficaram na ilha

O Abraço da Madeira começou a ser emitido a 29 de Maio de 1994 na Antena 1 Madeira e na RDP Internacional, na altura ainda denominado como Saudades da Madeira e era realizado à noite. Luís Alberto Silva foi o primeiro animador de um espaço semanal que partiu de uma ideia do então chefe de canal, Carlos Melim.A ideia do programa sempre foi o contacto com os emigrantes porque havia essa falha na programação, sendo que, nessa altura, não havia o feedback das chamadas telefónicas.

Durante cerca de cinco anos o animador foi mudando, e o programa sofreu depois a primeira grande alteração, passando a ser emitido no horário 13h-14h, com intuito de chegar a todo o mundo a horas em que as pessoas pudessem participar. O resultado foram muitos telefonemas e inúmeras cartas.

A segunda grande alteração – que ainda hoje se mantém – prende-se com o aumento do tempo em antena que, em 2001, passou a ser de duas horas de emissão semanal. A participação dos ouvintes aumentou e foram sendo introduzidas rubricas que eram realizadas pela Antena 1 Madeira e que, acima de tudo, focavam aspectos da vida madeirense.

Em 25 anos pouco mudou, porque a fórmula encontrada continua a manter a ligação entre as diversas comunidades espalhadas pelo mundo, agora com o recurso às redes sociais e a outros meios de comunicação baseados na internet. O programa mantém-se fiel às origens e as pessoas continuam a procurar a amizade, o conforto das conversas, a história, a cultura, tradições, usos e costumes.

NO COMMENTS

Leave a Reply