Authors Posts by Kerner Prieto

Kerner Prieto

19 POSTS 0 COMMENTS

0 900

O grupo folclórico caraquenho conseguiu o primeiro lugar nas categorias Traje Típico, Expressão Etnográfica e Coreografia, tornando-se no grande vencedor da jornada.

A Associação Cultural Grupo Folclórico Os Lusíadas conquistou o primeiro lugar no XII Encontro de Folclore Português Continental, que decorreu no passado domingo, dia 5, no Centro Marítimo de Venezuela, situado no sector Turumo do Estado de Miranda.

0 627

Representantes diplomáticos, de empresas e de instituições acompanharam o meio de comunicação na inauguração da exposição de aniversário.

O Consulado Geral de Portugal em Caracas encheu na manhã da passada segunda-feira, 2 de Fevereiro, para a abertura da exposição ‘A Grandeza do Passado’, que procura festejar os 15 anos do Correio da Venezuela.

0 683

A exposição, realizada no quadro dos 15 anos do semanário, procura reconhecer o legado dos portugueses na Venezuela

No quadro do 15.° Aniversario do CORREIO da Venezuela, será inaugurada a exposição “A Grandeza do Passado”, na segunda-feira, 2 de Fevereiro, nas instalações do Consulado Geral de Portugal em Caracas. Trata-se duma iniciativa que procura resgatar a história luso-venezuelana e promover uma consciência sobre a importância de apoiar as instituições que operam no seio da comunidade lusa. A iniciativa conta com apoio do Cônsul Geral de Portugal na capital, Luiz de Albuquerque Veloso, e o patrocínio das empresas Automercados Plaza’s, Rancilio, Grupo Giorgio, Alimentos Munchy, Santander Totta e Central Madeirense.

“Nos últimos meses de cada ano, realizamos sempre uma festa de aniversário para agradecer à comunidade lusitana radicada no país pelo seu apoio constante. No entanto, nesta esta ocasião quisemos alterar a forma de festejar e decidimos investir nesta exposição que se traduz em vários anos de trabalho. O objectivo é claro: salvaguardar a história luso-venezuelana e fazer com que a comunidade se sinta orgulhosa de tudo o que se tem conseguido”, explicou Carla Vieira, gerente geral do semanário.

Quanto à duração da exposição, Carla Vieira explicou que, durante o corrente ano, o objectivo é levá-la às principais cidades onde fazem pela vida os portugueses radicados na Venezuela. “Já temos um cronograma planeado e apenas falta acertar as datas com as instituições nas quais será inaugurada. Esperámos levá-la aos estados de Carabobo, Miranda, Aragua, Mérida, Lara, Anzoátegui, Nueva Esparta, Zulia e Falcón, apoiando-nos consulados honorários e centros sociais”, disse a gerente geral do CORREIO, adiantando já está agendado “inaugurá-la no dia 10 de Junho na Associação Civil Centro Português, em Caracas, e durante o mês de Outubro no Centro Português Venezuelano de Guayana, no quadro Federação de Centros Portugueses da Venezuela”.

Por seu turno, o chefe de redacção do CORREIO da Venezuela, Sergio Ferreira, recordou que o conteúdo da exposição é o corolário de mais de um ano de trabalho. “É uma mostra muito interessante, composta por 24 painéis e alguns objectos antigos trazidos pelos portugueses nas suas viagens para a Venezuela e que hoje pertencem à Fundação Museu Correio da Venezuela”, descreveu.

“Como é do conhecimento público, o Correio encarregou-se de criar uma grande base de dados com tudo o que é relacionado com Portugal na Venezuela. Por isso, encaramos como sendo um grande compromisso inaugurar esta exposição e partilhar com todos o que durante tanto tempo temos guardado como o nosso tesouro mais prezado”, explicou jovem jornalista, também é o responsável pela investigação realizada para a realização da exposição.

“Esta é a nossa forma de agradecer aos leitores por todo o apoio que nos dão edição após edição. Pensamos que nesta mostra espelha-se o êxito da comunidade lusitana após tantos anos de trabalho e sacrifícios. Esforços que poucas vezes são exaltados, mas aos quais nós queremos dar um espaço de honra, já que nos sentimos orgulhosos da nossa gente, do que conseguiram e do desenvolvimento que têm dado à Venezuela”, acrescentou Sérgio Ferreira, observando “que pouco a pouco os portugueses converteram-se numa peça fundamental da sociedade venezuelana e isso é o que queremos demonstrar através desta exposição”.

Uma ‘web’ diária para a comunidade
O CORREIO convida todos os seus leitores e amigos a visitar o seu novo portal na Internet, que se mantém no mesmo endereço – www.correiodevenezuela.com – e desfrutar das inovações que foram introduzidas nos últimos meses.

Trata-se de um novo site, que continua gratuito e com actualização diária, disponível nas versões web, tablet e móvel, nas quais o leitor pode seleccionar o idioma em que deseja ler as notícias.

Novas secções, vídeos, galerias de fotografias e até uma área de descargas, são apenas algumas das opções com as que o nosso semanário aposta para manter mais informada que nunca a comunidade luso-venezuelana.

Destaque para a zona especial “Directório da Comunidade”, que tem por objectivo converter-se numa base de dados com toda a informação necessária para contactar as mais diversas instituições, clubes e associações luso-venezuelanas.

Correio oferece novas plataformas
Facebook: El Correio
Fan Page: Correio de Venezuela
Twitter: @correiodvzla
Instagram: @correiodvzla
Pinterest: correiodvzla
Youtube: Correio da Venezuela
Google+: Correio da Venezuela

0 631

Uma das tradições que nunca falha nas noites de 24 e de 31 de Dezembro em cada Estado do nosso país é a dos espectáculos pirotécnicos. Passada a meia-noite, começam a rebentar no céu milhares de fogos de artifício que encantam quem os vê, enchendo tudo de magia, esperança e emoção.

0 3350

A ‘hallaca’ é tradicional da Venezuela, especialmente no Natal, época em que a família se reúne para preparar este delicioso prato.

Na Venezuela, não há Natal sem ‘hallacas’, um sinónimo da mistura de raças e da transmissão da tradição de geração em geração. Há uma grande variedade de receitas, cada família as faz de forma diferente, e mudam também de região para região. Em todos os casos, a elaboração desta iguaria torna-se na desculpa perfeita para celebrar e para o convívio entre amigos e familiares.

0 559

A Sociedade de Beneficência de Damas Portuguesas voltou a ter casa cheia para celebrar e ajudar o Lar Padre Joaquim Ferreira.

A Sociedade de Beneficência de Damas Portuguesas levou a cabo o tradicional almoço de São Martinho no passado domingo, dia 23, na sede da referida organização, situada na urbanização Macaracuay, a Este da capital venezuelana. Cerca de 400 pessoas participaram no almoço em que todos puderam desfrutar de vários pratos portugueses confeccionados pelas Damas.

0 861

As povoações de Rio Chico e San José são importantes centros de turismo interno, principalmente aos fins-de-semana e nos feriados. Estas povoações foram importantes produtores de cacau durante a colonização. Com efeito, durante grande parte do século XVIII, Rio Chico chamava-se ‘La Caracas Chiquita’. É possível apreciar várias das casas coloniais que datam da sua época de esplendor.

0 730

A Sociedade de Beneficência de Damas Portuguesas levou a cabo o seu já tradicional almoço de São Martinho no passado domingo

A Sociedade de Beneficência de Damas Portuguesas levou a cabo o seu já tradicional almoço de São Martinho no passado domingo, 5 de Outubro, na sede desta organização, na urbanização Macaracuay, situada na zona Leste da cidade.