Cientista argentino encontrou a origem do avanço tecnológico do cancro da pele

Cientista argentino encontrou a origem do avanço tecnológico do cancro da pele

0 286

Com este descobrimento, podem-se desenvolver novos fármacos e novos tratamentos

Oscar Sayago (Com informação do jornal La Nación)

O cientista Diego Ploper de San Miguel de Tucuman, na Argentina, juntamente com um grupo de cientistas, conseguiu identificar as causas do avanço tecnológico do melanoma, que é o tipo de cancro mais perigoso atualmente. Com esta descoberta, podem-se desenvolver novos fármacos e novos tratamentos que ajudam a combater esta doença, conforme informou a Universidade Nacional de Tucumán (UNT).

Esta investigação está ainda numa fase inicial, mas poderia servir para determinar se existe uma relação entre o melanoma e o Parkinson. O estudo foi desenvolvido no laboratório de Edward De Robertis na Universidad de California (UCLA), em Los Ángeles, a partir de um trabalho elaborado por Ploper.

Outro avanço da investigação permitiu ficar a saber que esta proteína estimulava uma via de sinalização que pode estar vinculada ao cancro. Ploper afirmou: «existe uma relação entre Parkinson e melanoma e os pacientes com este tipo de cancro de pele multiplicam por quatro o risco de desenvolver Parkinson e vice-versa». Ainda, sublinhou que o objetivo deste trabalho de investigação é que no futuro «possa servir de base para apontar a novos tratamentos terapêuticos». Embora o cancro de pele seja o mais comum de todos os cancros, o melanoma em fase avançada pode pôr em risco a vida.

SIMILAR ARTICLES

0 33

0 4

NO COMMENTS

Leave a Reply