Deputado do PS quer voto eletrónico online para a diáspora

Deputado do PS quer voto eletrónico online para a diáspora

0 107

O deputado socialista eleito pelo circula da Europa, Paulo Pisco, defendeu em Toronto, no Canadá, a implementação do voto eletrónico online. «A possibilidade do voto eletrónico online deve ser explorada e analisada a sua possibilidade para ser implementada para facilitar o direito de voto nos residentes no estrangeiro», afirmou.

O único deputado socialista eleito pelos círculos da Emigração falava à agência Lusa, no sábado à noite, durante um jantar com a presença de 150 militantes e apoiantes da secção de Toronto do PS.

No entanto, o deputado reconheceu que têm de existir «condições para o exercício, designadamente de segurança», até porque alguns países já implementarem o voto eletrónico online e «acabaram por desistir».

«Para um país como Portugal, o facto de ter uma diáspora muito grande e dispersa não podemos descartar a possibilidade de alguma vez vir a utilizar o voto eletrónico para facilitar a participação eleitoral dos portugueses residentes no estrangeiro. É importante que se verifique a sua implementação», declarou Paulo Pisco.

Com o recenseamento automático, o número de eleitores portugueses no estrangeiro, portadores do cartão de cidadão, aumentou de 300 mil para quase 1,5 milhões.

Estas alterações foram aprovadas em 18 de julho de 2018 e entraram em vigor em 14 de agosto.

O deputado explicou que, aquando desta alteração à lei eleitoral, ficou estabelecido o prazo de um ano para que o Governo apresente um estudo sobre a viabilidade da implementação do voto eletrónico online de forma a «facilitar a participação dos portugueses no estrangeiro».

Nas legislativas de 2015, dos 9.682,369 portugueses aptos para votar apenas 43,07% foram às urnas, o valor mais baixo de sempre de abstenção nas legislativas.

«Espero que com esta grande dimensão de eleitores, devido ao recenseamento automático, a diáspora possa já ter uma expressão com uma maior participação», apelou.

Paulo Pisco esteve em Toronto durante os últimos três dias, tendo encontros com a vice-presidente da Câmara Municipal de Toronto Ana Bailão, com os vereadores Martin Medeiros e Paul Vicente, da câmara de Brampton, visitando ainda o consulado-geral de Portugal, o sindicato da construção, a instituição Luso Canadian Charitable Society, a escola de português Novos Horizontes, entre várias empresas e associações.

NO COMMENTS

Leave a Reply