Como é que as drogas destroem o funcionamento do cérebro?

Como é que as drogas destroem o funcionamento do cérebro?

0 698

Enquanto o cérebro se habitua às drogas, os circuitos cerebrais são afetados e modificados

Ommyra Moreno Suárez

Numa constante procura de prazer e recompensa, quando realizamos qualquer tarefa que acaba por ser satisfatória, o cérebro tende a reforçar os circuitos que pode por vezes circundar esta sensação, com a ideia de o fazer com mais frequência. Desta forma, o circuito de recompensa e, como é conhecido este conjunto de conexões, estendem-se pelo tronco cerebral, atravessando o sistema límbico ou emocional até à crosta cerebral frontal. Nesse sentido, as drogas alteram gravemente o processo deste circuito, afetando o funcionamento químico do cérebro à medida que proporciona um nível muito mais alto de dopamina do que este produz. Como consequência, Georgina Vinyes Junqué, membro de Saluspot e especialista em neuropsicologia e neurociências, assegura que o cérebro tenta readaptar-se a este excesso de estimulação, que pode destruir os neurónios, diminuindo o número de recetores da dopamina nos neurónios e aumentar o número de recetores e degradadores da mesma. De seguida, isto se traduzirá na dependência, pois o cérebro vai precisar cada vez de mais droga para fazer o mesmo efeito que a primeira vez. Ao mesmo tempo, as atividades que antes eram feitas por lazer, progressivamente deixam de ser satisfatórias e interessantes, para que a droga seja a única forma de preencher esse vazio. Mas ainda, enquanto o organismo se vai adaptando à presença da droga, outros circuitos cerebrais vão sendo afetados e modificados. O primeiro deles será o circuito da memória e da aprendizagem, assim como modificada a capacidade de distinção e o controlo do comportamento.

SIMILAR ARTICLES

NO COMMENTS

Leave a Reply