Exame de acesso às universidades em breve na Embaixada em Caracas

Exame de acesso às universidades em breve na Embaixada em Caracas

0 40

Em Portugal, os jovens luso-venezuelanos terão acesso aos apoios para alunos carenciados

Jornal da Madeira

Até final do ano letivo, os jovens luso-venezuelanos com dificuldades poderão fazer exame de acesso às universidades portuguesas, sem terem de vir a Portugal; já em Portugal, terão acesso aos apoios disponíveis para alunos carenciados. A informação foi avançada pela Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, durante a sua primeira visita à Venezuela.

 “Estamos a discutir com a Secretaria de Estado do Ensino Superior um programa para atração de estudantes portugueses e luso-descendentes para o nosso Ensino Superior”, revelou a governante. “Já  está determinado um contingente de 7 por cento, para qualquer curso, em que os luso-descendentes têm prioridade, independentemente da nota. Temos discutido como podemos implementar e facilitar que os jovens luso-descendentes aqui na Venezuela possam ir estudar para Portugal, mesmo os que têm algumas dificuldades. Uma das possibilidade que estamos a avaliar é voltar a fazer o exame de acesso ao Ensino Superior aqui na Embaixada. É uma possibilidade que estamos avaliar, porque atualmente é obrigatório ir a Portugal fazer o exame nacional e quem não tem dinheiro tem uma dificuldade adicional.”

Segundo a governante, os jovens que estão na Venezuela e têm dificuldades económicas poderão candidatar-se e entrar nas universidades portuguesas, tendo depois em Portugal direito às bolsas e a todos os apoios que têm os estudantes cadenciados.

A reunião com o Ensino Superior foi na semana passada. “O secretário de Estado do Ensino Superior ficou de analisar essa possibilidade com aos responsáveis pelos exames nacionais; se for aprovado e há toda a  possibilidade de o ser, gostaríamos de implementar já para o próximo ano lectivo.”

NO COMMENTS

Leave a Reply