Gabinetes de Apoio ao Emigrante são “muito relevantes” para acolher cidadãos regressados...

Gabinetes de Apoio ao Emigrante são “muito relevantes” para acolher cidadãos regressados da Venezuela

0 27

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, salientou que os Gabinetes de Apoio ao Emigrante são “muito relevantes” para acolher os cidadãos que regressam da Venezuela.

Há vários municípios “que estão a usar estes gabinetes para criar outras condições de apoio e acolhimento para quem está a regressar da Venezuela”, afirmou José Luís Carneiro, que falava à agência Lusa no final da assinatura de protocolos para a formalização de dez Gabinetes de Apoio ao Emigrante de municípios da Região de Coimbra.

O membro do Governo apontou para casos concretos, como o município de Arcos de Valdevez, que “acolheu uma família que veio dos Estados Unidos depois de ter iniciado um processo de saída da Venezuela” ou ainda a disponibilidade que a Câmara do Porto mostrou para acolher luso-venezuelanos que querem regressar a Portugal e “carecem de habitação”.

Durante a cerimónia, que decorreu na sede da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, José Luís Carneiro vincou que o esforço de apoio e protecção dos portugueses e lusodescendentes na Venezuela “exige, de todos, um espírito de cooperação muito elevado”.

“Vejo nestes acordos mais um contributo para, a partir dos municípios, poder-se apoiar aqueles que têm vindo a regressar da Venezuela para o nosso país”, salientou.

Para o secretário de Estado, estes gabinetes são “novas portas de entrada” para quem quer viver, trabalhar e investir no território português, podendo ser um mecanismo importante para municípios que se veem a braços com o problema do despovoamento.

NO COMMENTS

Leave a Reply