Grupo Folclórico do Centro Marítimo chega com novas dinâmicas

Grupo Folclórico do Centro Marítimo chega com novas dinâmicas

0 227

O grupo tradicional irá participar na nova edição do Festival de Folclore Português com uma nova diretora, para mudar a estética dos anos anteriores

Oscar Sayago

O Grupo Folclórico Internacional Luso do Centro Marítimo da Venezuela também participa na XXXI Edição do Festival de Folclore Português. Nesta edição, o grupo terá uma nova diretora, Ysabel de Matos, que disponibilizará uma nova perspetiva sobre novas formas de dança que podem ser executadas.

Matos é recente no grupo, tem cerca de 7 meses como diretora, mas ainda assim a emoção não pode ser removida da voz. «É meu primeiro festival e as expectativas são grandes demais, mas não importa o lugar que formos ocupar, mas sim deixar nosso nome no alto e partilhar como um grupo. Penso que estes festivais atualmente mais do que uma competição, são uma forma de levar nossa cultura adiante”.

Um dos problemas que tem sido apresentado ao grupo é a questão do transporte, já que a área habitual do grupo está longe da capital, mas isso não foi um impedimento que impossibilitasse os seus ensaios. Nas edições anteriores do Festival Português, foram coroados como campeões três vezes, por outro lado no Festival Continental venceram em diferentes categorias, e na dança internacional receberam o terceiro lugar na Melhor Musicalização.

Nesta nova edição, o grupo irá representar a área do Minho, especificamente dando vida a Viana do Castelo, com trajes típicos e danças poderão demonstrar ao público uma das maiores apresentações da Portugalidade.

Nesta oportunidade, o grupo contará com a participação de Gabriela Da Silva, que será a madrinha desta edição. Por outro lado, o grupo atualmente tem 16 pessoas as quais estão divididas em 8 pares de dança, e no que toca à musicalização deverão estar presentes 8 pessoas. «Com todos os percalços que tivemos, a ideia para este novo festival é apresentar todo o que há de bom», conclui Ysabel.

O grupo folclórico foi fundado a 18 de novembro de 1973 na antiga Associação Desportiva Luso-Venezuelana, que hoje é o Centro Marítimo da Venezuela, localizado em Turumo, estado Miranda. O grupo tem 44 anos e atualmente divulga quase todo o folclore português, representando as regiões do Minho, Apulia, Nazaret, Ribatejo, Madeira e Açores.

O grupo foi fundador do Encontro de Folclore Português Continental e tem tido apresentações em Portugal, Bonaire, Curaçao e quase todo o território nacional. Durante o ano têm-se apresentado em algumas festas em honra da Virgem de Fátima, em clubes privados e amenizam todo tipo de festas.

SIMILAR ARTICLES

NO COMMENTS

Leave a Reply