José Cesário chega à Venezuela para acompanhar situação da comunidade

José Cesário chega à Venezuela para acompanhar situação da comunidade

0 213

O deputado do PSD, eleito pelo círculo de fora da Europa, José Cesário, inicia uma nova visita de vários dias à Venezuela, durante os quais pretende «ver em concreto» as dificuldades da comunidade portuguesa radicada no país. «Venho com a curiosidade de perceber bem o estado de espírito das pessoas, ver as dificuldades mais em concreto, ver como é que as coisas são», disse.

O ex-secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, terá encontros com o Embaixador de Portugal na Venezuela, Carlos de Sousa Amaro, o cônsul geral de Portugal em Caracas, Licínio Bingre do Aamaral, a cônsul geral de Portugal em Valencia, Rosa Tavares, e os conselheiros das comunidades, entre outros.

«O objetivo é ver como é que a comunidade está, ver as dificuldades, tentar avaliá-las, e depois, quando chegar a Portugal, transmitirei ao Governo as conclusões a que chegar, de maneira a fazermos um trabalho conjunto o mais eficaz possível em favor da comunidade», disse. José Cesário, frisou ainda que está na Venezuela como deputado eleito pelo Círculo de Fora de Europa e que acompanha «as coisas de perto».

O deputado prevê ainda, durante a visita, encontrar-se com o leitor do Instituto Camões, Rainer de Sousa, e visitar vários centros sociais e instituiçoes portuguesas em várias localidades do país.

Na semana passada, Cesário e outros deputados do PSD, apresentaram um voto de solidariedade e pesar pela morte de cinco cidadãos portugueses na Venezuela, reclamando mais capacidade de atuação dos consulados para apoio à comunidade. A iniciativa foi subscrita pelos deputados José Cesário (Fora da Europa), António Maló de Abreu (Coimbra), Isabel Meireles (Lisboa), Carlos Gonçalves (Europa) e Adão Silva (Bragança).

Os deputados assinalam, no texto apresentado hoje na Assembleia da República, que a comunidade portuguesa vive uma «grave situação de insegurança na Venezuela», lembrando que em diversos assaltos realizados nas localidades de Los Teques, de San Vicente e de Mariche, na área de Caracas, morreram dois casais e mais um outro cidadão, vítimas de casos de criminalidade violenta, que continua a aumentar neste país.

“As atividades económicas a que se dedicam um grande número de membros da nossa Comunidade, na área do comércio e da distribuição de produtos alimentares, torna-os especialmente expostos à ação de bandos armados que se mantêm extremamente ativos em todo o País”, referem os deputados do PSD.

Os parlamentares apontam o que classificam como uma generalização do clima de insegurança, a falta de ação das forças de segurança e as graves condições económicas, que, consideram, «colocam seriamente em causa as condições de subsistência de uma grande parte da comunidade».

NO COMMENTS

Leave a Reply