Lusodescendente assassinada no Estado Aragua

Lusodescendente assassinada no Estado Aragua

0 951

A vítima era filha de emigrantes, oriundos da Ponta do Pargo e Fajã da Ovelha, ilha da Madeira

Ommyra Moreno Suárez

Na sexta-feira 3 de março, Doris Fernandes Faneira, uma lusodescendente, de 32 anos, estava a trabalhar na “licorería” da sua família, localizada em El Consejo, Estado de Aragua, quando um criminoso se aproximou numa moto e após pedir uma garrafa de licor deu uma série de disparos. Segundo testemunhas, os antissociais puseram-se em fuga sem deixar rastos.

Embora se desconheçam os motivos do acontecimento, soubemos que o processo está a decorrer faz prever que seja um presumível ato de vingança e remetem para uma banda de criminosos que têm estado a atacar vários comerciantes da zona, saqueando as instalações. Meses antes, os afetados tinham estudado a possibilidades de aumentar a segurança.

Soube-se que as amizades e os companheiros de trabalho ficaram devastados perante a notícia, já que asseguraram que Doris era conhecida na zona como uma jovem carismática. A lusodescendente era filha de emigrantes, naturais da Ponta do Pargo e Fajã da Ovelha, ilha da Madeira.

NO COMMENTS

Leave a Reply