Postais de outra época

Postais de outra época

Desde 1873 que os Portugueses partilham algumas palavras com os seus entes queridos através de postais.

A imagem é de um antigo cartão postal que data de 5 de Março de 1914 (data impressa no cartão). Nela destaca-se uma homem humilde, que cumpre o seu trabalho de distribuidor de frutas, vinhos e caixas de água mineral de rua em rua junto com a sua ‘corsa’ atada a dois bois (nessa altura, esse era o meio de transporte de carga em Portugal). Naquela data, as pessoas que cultivavam a terra vendiam os seus produtos para poder manter as suas famílias. Este homem vendia o conteúdo das suas caixas para hotéis onde turistas consumiam a sua mercadoria. A foto foi tirada no Funchal, na ilha da Madeira, na fachada do Reid’s Palace Hotel, que ainda existe, e que é um dos hotéis mais luxuosos da ilha, albergando visitantes exclusivos.

O postal foi impresso em fotolito com tinta azul, que era uma das formas de impressão mais modernas nessa data, pela qualidade da imagem e nitidez.

Tinha a dimensão de 9×14 centímetros, aproximadamente. Na década de distribuição deste postal ilustrado, em Portugal, oferecer e trocar postais era considerado uma moda, para além de ser de fácil alcance por serem vendidos em quiosques, lojas de recordações ou em hotéis (como é o caso deste do postal).

O fotógrafo desta obra é Manuel de Olim Perestelo, nascido em Machico, Madeira, a 28 de Setembro de 1854 e morreu a 11 de Abril de 1929. Este português é considerado um fotógrafo de postais muito destacado e não só no seu país, pois as suas imagens deram a volta ao mundo. Em 1900, foram muito abundantes as edições fotográficas de Manuel, ou ‘M.O.P.’ Foi conhecido como autor de álbuns fotográficos ou livros de viagem dos costumes portugueses mais enraizados na região.

Actualmente, as imagens postais deste fotógrafo fazem parte de colecções de grande valor: O valor nos leilões de cada postal parte dos 10 euros.

NO COMMENTS

Leave a Reply