A prevenção é a melhor aliada contra a SIDA

A prevenção é a melhor aliada contra a SIDA

0 331

Um comunicado recente da Organização das Nações Unidas (ONU) indica que cerca de 34 milhões de pessoas vivem afectadas pelo Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA), e que a maioria tem entre 15 e 24 anos.

O primeiro caso do Vírus de Imunodeficiência Humana (VIH) reportado na Venezuela foi registado em 1981 e já no ano de 1999 se tinham registado 8.047 pessoas, e 4.726 tinham morrido.

Segundo cálculos da UNICEF, estima-se que cerca de 400 mil venezuelanos estão infectados. Ainda que haja um franco predomínio no sexo masculino, a tendência das mulheres é ascendente.

O vírus ataca o sistema imunológico do corpo, especialmente as células brancas chamadas células CD-4 (também chamadas células T’), que têm um papel muito importante, mantendo a pessoa protegida contras as infecções.

Segundo Ángel Pachano, fundador e presidente do Centro de Orientação e Prevenção da Sida (COPSIDA), a Venezuela é o terceiro país da América do Sul com maior número de infectados, depois do Brasil e da Argentina. “Desde há alguns anos que não há campanhas de estado”, disse, assegurando que com o reforço dos valores morais, também se previne a doença, sublinhando a importância das relações baseadas no amor e no respeito, assim como a vida em casal.

Como se detecta o VIH?

Segundo o Ministério de Saúde venezuelano, o diagnóstico de infecção por VIH faz-se através de uma simples análise de sangue (‘teste do VIH’ ou ‘prova da SIDA’) que detecta a presença de anti-corpos anti-VIH. Depois do contacto com o vírus, podem decorrer entre três a seis meses até que os anti-corpos fabricados pelo organismo sejam detectados. Por isso, este teste deve realizar-se apenas decorridos três meses desde a última prática de risco. A referida análise pode realizar-se nos centros sanitários da rede pública, de forma anónima, se desejar, garantindo a confidencialidade dos resultados.

Como se transmite o VIH?

- Relações sexuais não protegidas (sem preservativo) com uma pessoa infectada.

– Utilização de seringas, agulhas ou outros instrumentos contaminados com sangue infectado pelo VIH, quando esta entra em contacto com o sangue ou mucosas de um indivíduo saudável.

– De uma mãe infectada para o seu filho durante a gravidez, parto ou lactância.

 Como se previne o VIH?

– Utilizar sempre preservativos de látex para manter relações sexuais orais, vaginais ou anais. Perguntar ao seu médico de confiança as recomendações para o uso correcto dos preservativos.

– Não partilhar com ninguém os utensílios de administração de medicamentos, como agulhas ou seringas.

– Se é positivo para o VIH, não doar sangue.

– Se é positivo para o VIH, informar imediatamente o seu companheiro ou companheiros sexuais para que possam fazer o teste do VIH.

 Qual é o tratamento?

Actualmente não há tratamento que elimine completamente o vírus, e também não há vacina para prevenir a doença. No entanto, há medicamentos que actuam em diferentes partes do vírus, impedindo a sua multiplicação. O paciente tem de fazer um controlo a cada três ou quatro meses para ver como a doença evoluiu e observar se não sofreu quaisquer efeitos colaterais relacionados com os medicamentos.

SIMILAR ARTICLES

NO COMMENTS

Leave a Reply