Como prevenir a obesidade infantil

Como prevenir a obesidade infantil

0 460

Os números não deixam margem para dúvidas e não enganam ninguém. A cada dia que passa, estamos mais pesados e mais obesos. Todos sabemos que o sedentarismo e uma alimentação desequilibrada são as principais causas para os elevados índices de obesidade que se registam em todo o mundo. As crianças são uma das principais vítimas desta doença.

Mundialmente, segundo a Associação Médica Britância, mais de 22 milhões de crianças com menos de 5 anos de idade tem excesso de peso, bem como 155 milhões de crianças em idade escolar.

Tendo em conta este cenário, os especialistas alertam para a necessidade de tomar medidas capazes de travar o avanço desta epidemia, porque, se esta tendência continuar, esta geração de crianças será a primeira da história a viver uma vida mais curta que a dos seus pais.

Eis dez medidas para combater a obesidade infantil, segundo o site espanhol Consumer.

. Sirva porções adequadas à idade da criança. Um estudo recente mostrou que o tamanho do prato influencia a quantidade de alimentos ingeridos pela criança.

. Ter sempre em casa uma variedade de vegetais, frutas e grãos integrais (pão integral, massa integral, arroz integral, etc).

. Escolher leite e produtos lácteos com baixo teor de gordura ou desnatados.

. Reduzir o consumo de carnes vermelhas.

. Promover o consumo de legumes e frutos secos.

. Fazer com que os mais pequenos não cedam às tentações ricas em calorias (não colocar alimentos calóricos à vista dos mais pequenos).

. Promover a actividade física. Lembre-se que se os país fazem desporto, os filhos também querem fazer. Para prevenir a obesidade, as crianças deviam fazer todos os dias, no mínimo 60 minutos, de exercício físico.

. A bebida de eleição para acalmar a sede deve ser a água. O consumo de sumos e refrigerantes é desaconselhando.

. Evitar o consumo de açúcar, doces e bebidas açucaradas (especialmente “refrescos”). Vários especialistas sugerem que se deveria transmitir informações claras à população sobre os efeitos negativos destas bebidas.

. Restringir a cerca de 2 horas o tempo que as crianças devem ver televisão, jogar videojogos ou navegar na Internet –as crianças com menos de dois anos não deveriam ver televisão. Um estudo apresentado em Abril de 2013 concluiu que os filhos de pais que vêem muita televisão tendem a repetir o (mau) exemplo dos seus educadores.

SIMILAR ARTICLES

NO COMMENTS

Leave a Reply