Quinta Estação revela “excepcional bom gosto”

Quinta Estação revela “excepcional bom gosto”

0 1433

Enchente na inauguração do novo restaurante no Pico dos Barcelos

Novo restaurante já abriu as portas no Pico dos Barcelos

Casa cheia, ‘comes e bebes’, música e muitos elogios, marcaram, no passado 31 de Outubro, a inauguração do restaurante Quinta Estação, empreendimento levado a cabo por cinco empresários madeirenses emigrantes na Venezuela, que transformaram a antiga estação da ‘Rádio Madeira’, no Pico dos Barcelos, em Santo António, num atractivo espaço de restauração.

Convidado para marcar presença na abertura oficial, o presidente do Governo Regional mostrou-se rendido com a transformação operada no antigo imóvel, agora requalificado e ampliado, mas sobretudo pelo “excepcional bom gosto” que constatou na demorada visita que efectuou pelas diversas valências deste restaurante.

quinta estacaoNo breve discurso de circunstância que preferiu, depois de uma primeira actuação do Grupo de Folclore do Curral das Freiras, presente a animar a festa, Alberto João Jardim desdobrou-se em elogios aos dois dos cinco empresários presentes na cerimónia – Agostinho Silva e Samuel Carvalho. Começou por enaltecer as características do investimento, por ser “algo que não é vulgar”, para concretizar a apreciação, sublinhando o facto de este ser “um restaurante de grande categoria e simultaneamente um restaurante popular”.

Daí manifestar-se convicto que esta é já uma aposta ganha e também por isso, desejar que realizem mais investimentos onde considera haver garantia de retorno. “Depois do sucesso que vão ter aqui vão fazendo outros investimentos na Madeira porque isto aqui é mais seguro que lá fora”, afirmou Jardim.

Também a “vista magnífica” que dali se estende pelos anfiteatros do Funchal e Câmara de Lobos, “como poucas que há aqui na Região”, acrescentou, serviu para dar ainda mais valor ao avultado investimento privado.

“Muito feliz” foi também a escolha do nome Quinta Estação, aproveitando o presidente para homenagear a família Portela Ribeiro por ali ter mantido a rádio “noutros tempos muito difíceis”, e agora os empresários com a reconversão, terem segurado aquilo que considerou ser “um património histórico”.

4O empresário Agostinho Silva, que se fez acompanhar de Samuel Carvalho, sublinhou que este é “um investimento feito com bastante gosto”, mais ainda por envolver o aproveitamento de “um espaço ícone” na ilha. Com capacidade para 250 pessoas, o restaurante oferece a locais e visitantes uma gastronomia diversificada, uma aposta que considera “já fazia falta”, sobretudo numa cidade como o Funchal.

NO COMMENTS

Leave a Reply