Santuários renovam a esperança nacional

Santuários renovam a esperança nacional

0 926

Os fiéis da Virgem de Fátima em terras venezuelanas impulsionam novas construções para venerar a imagem lusitana

Todos os anos, em maio, milhares de portugueses que vivem no estrangeiro arranjam um espaço na sua agenda para cumprir o que muitos consideram uma promessa: Compram uma passagem com destino a Portugal e fazem reservas em Fátima, na zona da Cova da Iria, para marcar presença nos dias 12 e 13 de Maio no local onde a Virgem apareceu aos três pastorinhos.

Com o passar do tempo, estes lusitanos sentiram necessidade de construir novos lugares de culto nos países onde habitam: Seja como forma de pagar uma promessa, ou simplesmente para ter um espaço para professar a sua devoção, as comunidades unem-se em torno destes projetos e fazem todos os sacrifícios necessários para conseguir o dinheiro que lhes permitirá erguer desde pequenas capelas até grandes santuários.

A denominação Santuário provém do latim ‘sacrarium’, ‘sanctus’, e é atribuído aos templos ou sítios onde inúmeros fiéis peregrinam. No caso da Virgem de Fátima, há um em Portugal que é o principal, e existem outros em diversos países do mundo. Na Venezuela, há dois em construção que contam com o apoio de toda a comunidade católica.

Nossa Senhora de Fátima por toda a Venezuela

A devoção à Virgem Maria, e neste caso a Nossa Senhora de Fátima, tornou possível que o seu nome seja utilizado nas mais diferentes situações, como em nomes de colégios, supermercados e até centros de estética e saúde, ou a sua imagem colocada nos mais diversos espaços, como frigoríficos. E desde a época de maior emigração de portugueses, teve início um movimento no qual seriam as paróquias e igrejas a carregar o nome de Nossa Senhora.

Ainda que muitos desconheçam a existência destes lugares, o certo é que desde 1952 existem paróquias, igrejas e serviços especiais amparados no nome da Virgem de Fátima espalhados pelo território nacional, bem como a presença de imagens da rainha portuguesa, que está cada vez mais presente em mais sedes da igreja católica venezuelana.

A primeira igreja Nossa Senhora de Fátima registada na Venezuela foi na paróquia com o mesmo nome, inaugurada em 1952, na avenida Este 12, N. 285, urbanização El Conde, em Caracas, sendo uma das poucas estruturas da época que se mantém de pé nesta zona da capital. Esta igreja merece ser visitada por todos aqueles que desejem ter uma experiência visual muito completa, pois a fachada deste templo não diz o que encontram os crentes que entram neste templo de oração.

Cinco anos mais tarde, foi inaugurada a igreja Nossa Senhora de Fátima (1957), na rua Bolívar, do Bairro Nazareno de Petare, zona que, apesar da dificuldade de acesso, mantém entre os seus vizinhos um importante número de portugueses.

El Junquito é outra das zonas da capital que alberga uma igreja com este nome, correspondente à paróquia La Misericordia del Señor, ao quilómetro 19, famosa pelas honras que todos os anos rendem à virgem, ressaltando as tradições portuguesas.

Nossa Senhora de Fátima é também uma igreja auxiliar da paróquia San Francisco Javier. Este serviço fica situado no Bairro Simón Rodríguez, sector El Molino, de El Manicomio, muito perto de Catia, o que aumenta a presença da Virgem em zonas populares, ao consolidar-se depois de muitos anos, em 1982, a fundação da igreja Nossa Senhora do Rosário de Fátima, em Las Minas de Baruta.

Um dos serviços especiais dedicado às comunidades estrangeiras, reconhecido pela igreja venezuelana, é prestado pela popular Missão Católica Portuguesa, cujo nome original é Eremita de Nossa Senhora da Coromoto e Nossa Senhora de Fátima, situada em San Bernardino, e dirigida pelo padre madeirense Alexandre Mendonça.

No interior do país, encontramos novas paróquias, como a paróquia Eclesiástica Nossa Senhora de Fátima de Maracaibo, que conta com uma moderna página web (www.parroquiafatimamaracaibo.com), através da qual mantém contacto próximo e directo com os fiéis.

Foi a 28 de Janeiro de 1957 que o bispo de Maracaibo, Monsenhor Marcos Sergio Godoy, assinou o decreto da para a construção da nova paróquia que respondia à necessidade de espaços religiosos, fruto do aumento da população, pelo que a paróquia Nossa Senhora de Las Mercedes ergueu a vice-paróquia eclesiástica, com o nome de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, em Monte Claro, a igreja que foi construída dois anos depois na rua B com avenida 2, Sector 18 de Outubro de Maracaibo.

No centro do país, encontramos a igreja Nossa Senhora do Rosário de Fátima, na urbanização Barici, de Barquisimeto, que desde há alguns anos se tornou num centro de encontro de jovens e famílias, para além de ser um dos centros religiosos de todo o país mais visitado durante as missas. Isto deve-se, em grande parte, à chegada do famoso padre carismático Chulalo, que, com técnicas pouco comuns na igreja, mas bem sucedidas, conseguiu atrair novos e jovens fiéis, assim como crentes de outras paróquias que decidiram encontrar-se com a igreja graças à acção deste sacerdote.

Como dado curioso, é destacado num monumento para visitas turísticas num grande número de guias turísticos da cidade de Mérida: A Gruta da Virgem de Fátima, situada no Sector La Terraza, na avenida Táchira com intersecção da Via com o Barrio Los Limones.

No Estado de Anzoátegui, existem dois templos que têm o nome da santa lusa: a Parroquia Nuestra Señora de Fátima de El Tigre e a Parroquia Virgen de Fátima, em Puerto La Cruz. Estas são duas únicas igrejas que ostentam o nome da santa na Diocese de Barcelona.

Carrizal: O centro da fé por Fátima na Venezuela

Há um lugar especial para a Virgem de Fátima no Sector Llano Alto, Lomas de Urquía, Município Carrizal, Estado de Miranda. A pouco e pouco, foi nascendo um santuário e esta é a cronologia desse trabalho, tal como é detalhada na sua página na Internet www.santuariodefatima.com.ve.

A 7 de Outubro de 2006, o padre José António da Conceição, ao celebrar a missa pela primeira vez na Basílica de Fátima, pede à Virgem que se possa construir uma casa para ela na Venezuela com a beleza desta Basílica. Quase um ano mais tarde, a 15 de Agosto de 2007, o padre José celebrou uma missa no terreno que foi oferecido para construir uma igreja em Llano Alto, e comunica aos fiéis presentes no local que será construído um santuário à Virgem de Fátima, pois ela ouviu as suas preces na Cova da Iria. Por esta razão, a 21 de Abril de 2008 seria constituída legalmente a Associação Amigos de Nossa Senhora de Fátima.

A 9 de Junho de 2008, foi assinada a doação dos 7000 metros quadrados de terreno em Llano Alto, doados pela Família Alvarado Rodríguez. Nesse mesmo dia, o irmão mais velho deste grupo familiar revelaria ao padre José António da Conceição um segredo guardado pela mãe deles: Ao nascer um dos filhos mais novos, passados 20 dias, esteve às portas da morte, teve de ser hospitalizado e inclusive baptizado na clínica, devido à gravidade da situação. A mãe da criança prometeu a Virgem de Fátima rezar o Rosário todos os dias se o seu filho se salvasse. Essa criança salvou-se, e na data da assinatura da entrega do terreno, foi essa criança o engenheiro civil da família que esteve à frente do processo de doação, e sem saber que a sua sobrevivência tinha sido um milagre por intervenção da Virgem.

A 3 de Julho de 2008, realizou-se uma missa, bênção do terreno e colocação da primeira pedra. A referida celebração foi presidida por monsenhor Giacinto Berloco, Nuncio Apostólico(representante do papa Bento XVI) à data, junto com o monsenhor Freddy Fuenmayor, bispo de Los Teques. A referida missa foi concelebrada por monsenhor Raúl Bacallao, vigário geral da Diocese de Los Teques, monsenhor Francisco Monterrey, ecónomo emérito da arquidiocese de Caracas, o padre José Gregório García, pároco de San Antonio de Padua em Los Altos Mirandinos, o padre Alexandre Mendonça, capelão da Missão Católica Portuguesa, e o padre José António da Conceição. No final, o presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, juntou-se à cerimónia.

Desde essa altura, a comunidade assistiu a um sem-fim de arraiais através dos quais foram recolhidos fundos para continuar a construção do templo e conseguir a sua inauguração o mais rápido possível.

Guatire: Entre o trabalho e a oração

Construir um santuário para Nossa Senhora de Fátima é o sonho de toda uma comunidade em Guatire, Estado de Miranda. Trabalharam muitos anos para conseguir o terreno e formar uma associação, mas foi há quatro anos que o projecto ganhou forma e começou a ser construído.

Desde a primeira pedra colocada pelo bispo Gustavo García Naranjo, passaram pelo santuário muitos convidados de reconhecido trajecto, como o núncio apostólico na Venezuela, monsenhor Pietro Parolín; embaixadores e cônsules. Actualmente, a estrutura principal já está completa e exibe uma peça da Santa vinda de Portugal em 1976.

Realizam-se constantemente actividades recreativas para incentivar a colaboração e arrecadar fundos. “Esforçamo-nos por conseguir o necessário para continuar a construção e esperamos que em breve possamos vê-la terminada, é o sonho e a meta que nos une a todos os fiéis, não apenas do Estado de Miranda, mas de toda a Venezuela”, afirma o director do Centro Sociocultural Virgem de Fátima, António de Freitas, que no ano passado visitou três vezes o Santuário de Portugal.

Santuário da Virgem de Fátima em Cumaná

No ano de 2014, decorreu a cerimónia de colocação da primeira pedra para a construção do Centro Pastoral Nossa Senhora de Fátima, na localidade de Los Chaimas, cidade de Cumaná, estado Sucre. O executivo regional do Estado de Sucre valoriza o apoio dado pelos portugueses a Bolívar desde a época independentista. “Hoje já são muitos os anos que a comunidade portuguesa, juntamente com os conselhos comunais e os habitantes do sector Los Chaimas e El Barbudo vêm trabalhando por este centro de encontro espiritual para os devotos de Nossa Senhora de Fátima. Por isso estamos comprometidos para o tornar realidade”.

Os membros da Fundação manifestaram a sua satisfação pelo feito agora alcançado e aplaudiram as propostas do executivo em prol do benefício da comunidade católica do sector. O seu director, Cándido Rodríguez, expressou que com os esforços das partes envolvidas já em Dezembro desse ano estava colocada toda a base de cimento do Centro Pastoral.

Santuário em Portugal

Fica situado na Cova da Iria, freguesia de Fátima, a 11 quilómetros da cidade de Ourém. Esse lugar santo surgiu porque em 1917, os pequenos pastores Lúcia, Francisco e Jacinta asseguraram ter visto a Virgem Maria e numa dessas aparições, instruiu-os para que fosse construída uma capela naquele local (que actualmente é a parte central do Santuário onde está guardada uma imagem de Nossa Senhora).

O Santuário de Fátima é composto principalmente pela Capela das Aparições, o Recinto de Oração, a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, Casa de Retiro de Nossa Senhora do Carmo e Reitorado, Casa de Retiro de Nossa Senhora das Dores e Albergue para doentes, Praça Pio XII, Centro Pastoral Paulo VI e a nova igreja da Santíssima Trindade.

Editor - Jefe de Redacción / Periodista sferreira@correiodevenezuela.comEgresado de la Universidad Católica Andrés Bello como Licenciado en Comunicación Social, mención periodismo, con mención honorífica Cum Laude. Inició su formación profesional como redactor de las publicaciones digitales “Factum” y “Business & Management”, además de ser colaborador para la revista “Bowling al día” y el diario El Nacional. Forma parte del equipo del CORREIO da Venezuela desde el año 2009, desempeñándose como periodista, editor, jefe de redacción y coordinador general. El trabajo en nuestro medio lo ha alternado con cursos en Community Management, lo que le ha permitido llevar las cuentas de diferentes empresas. En el año 2012 debutó como diseñador de joyas con su marca Pistacho's Accesorios y un año más tarde creó la Fundación Manos de Esperanza, en pro de la lucha contra el cáncer infantil en Venezuela. En 2013 fungió como director de Comunicaciones del Premio Torbellino Flamenco. Actualmente, además de ser el Editor de nuestro medio y corresponsal del Diário de Notícias da Madeira, también funge como el encargado de las Comunicaciones Culturales de la Asociación Civil Centro Portugués.

NO COMMENTS

Leave a Reply