A reciclagem no mundo

0
612

Reciclar é uma tarefa que deve ser tomada muito a sério, não só pelos cidadãos mas também pelos governos, a fim de haver cada vez mais consciência das consequências para o meio ambiente e para as espécies que cada dia se vêem mais afectadas pela indiferença dos seres humanos.

Nesse sentido, alguns países tornaram a reciclagem numa política pública durante os últimos anos, de modo que o compromisso com o cuidado do ambiente influenciou em cada sector da população, em crianças, adolescentes e adultos. Os programas educativos, industriais e os cidadãos tomaram medidas para conseguir um impacto positivo neste planeta que habitamos.

Com este propósito de um consumo responsável e a reciclagem activa, vários países conseguiram uma mudança positiva através de uma educação pró-ambientalista, baseando-se numa premissa que nos ajudaria a mudar o mundo em questão de poucos anos, se forem adoptadas por todos: Trata-se de transformar o lixo numa nova matéria útil para a sociedade.

Actualmente, há 10 países no mundo que conseguiram, através da reciclagem, importantes mudanças em prol do ambiente, mas também dos seus cidadãos, criando electricidades através da reciclagem do seu lixo.

Esses países são Noruega e Suécia, onde actualmente se recicla 34% do lixo que se produz, seguido pela Holanda onde se gera electricidade com 46% dos desperdícios. A Itália ocupa o quarto lugar na lista, já que no caso de não se separar o lixo orgânico do inorgânico, as multas são de 619 euros.

No caso de Suíça, 52% dos desperdícios são reciclados, a Alemanha 48%, enquanto na Áustria é 47%, e os Estados Unidos 31,5%. No Canadá, descobriram que se recolhessem as sobras dos cigarros podiam transformá-las em materiais como válvulas de plástico.

A Bélgica leva a batuta nesta matéria, ao reciclar 95% dos desperdícios automóveis, com o que se demonstra que falta apenas vontade e educação na matéria.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here