Abreu: “TAP deveria ter uma atenção especial a todos os portugueses”

0
26

A TAP abriu reservas no seu site para retomar as ligações aéreas regulares entre Lisboa e Caracas. Segundo Rui Abreu, diretor regional das Comunidades e Cooperação Externa, o problema está na data apontada para essa mesma retoma.

“O que a TAP deveria dizer é que retomaria as ligações com Caracas logo que o espaço aéreo na Venezuela fosse reaberto. Claro, com o intervalo de tempo necessário para operacionalizar os voos”, argumentou.

Rui Abreu recorda ainda que “uma das justificações apresentadas pelo Governo da República para reverter a privatização da TAP foi precisamente a de servir a diáspora e não abandonar as nossas comunidades”.

“É o mínimo que a TAP poderia e deveria fazer por uma comunidade de mais de meio milhão de portugueses, que na sua grande maioria são madeirenses e deveria também anunciar que um dos voos semanais, que pelos vistos serão dois, teria uma ligação direta ao Funchal e por seguinte para Lisboa, como, aliás, já tivemos há alguns anos e com grande sucesso, como todos nos lembramos”, recordou.

Rui Abreu lamenta que muitos dos emigrantes paguem 1.000 euros por um dos percursos nos voos especiais já realizados.

“Isto é um roubo à mão armada aos emigrantes portugueses e com a agravante dos portugueses que ainda têm de acrescentar a esse valor o custo de uma viagem Lisboa-Funchal ou Funchal-Lisboa”, apontou.

A terminar, o governante diz que a TAP como companhia de bandeira deve ter maior atenção com “os emigrantes, principalmente aqueles que têm maiores dificuldades em voos de ligação, como seja da América Latina, da América do Norte ou de África, porque na Europa há outras opções em termos de ligações aéreas e outra oferta”.

Os voos regulares da TAP entre as capitais portuguesa e venezuelana estão suspensos desde fevereiro do ano passado.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here