Academias da Espetada organizam diversos eventos

A Academia mãe prepara-se para celebrar 12 anos de existência, no mês de Agosto.

0
738

Apesar do momento que a Venezuela atravessa, o trabalho das Academias da Espetada continua, especificamente em Caracas e em Maracay. Ambas as instituições continuam a trabalhar arduamente em prol da sociedade, ajudando sempre os mais necessitados. A primeira fez uma campanha num centro hospitalar e a segunda prepara-se para celebrar o 12.º aniversário.

Espetada de Caracas ajuda crianças
A Academia da Espetada de Caracas realizou no passado dia 21 uma campanha no Hospital San Juan de Dios, situado na urbanização Valle Arriba, na zona Este de Caracas. “Foram entregues diferentes tipos de materiais: Roupa nova e usada, brinquedos, sapatos doados por um empresário, alimentos não perecíveis, fraldas e artigos de higiene infantil”, disse a presidente da Academia, Sílvia Henriques.

A dirigente mostrou a sua satisfação pelo trabalho da jornada. “É uma campanha cumpridaa. A senhora Asunción, responsável pelas relações institucionais do centro hospitalar, foi quem nos prestou todo o apoio necessário”, apontou.

Para poder levar a cabo todas as actividades, é necessário o apoio de todas as partes envolvidas. “Organizo as acções tal como as tenho planeadas. Foi mais uma campanha bem sucedida para a nossa instituição e seguimos em frente. Quero agradecer a todas as pessoas ligadas à Academia da Espetada de Caracas e aos empresários que apoiam sempre as nossas actividades”, sublinhou Sílvia Henriques.

Foi ainda divulgado que a próxima campanha será com os Niños Bambi de Venezuela, e a próxima tertúlia, dedicada às vindimas, será na última semana de Setembro.

Academia Mãe prepara-se para apagar 12 velas
A Academia da Espetada de Maracay festejará o 12.º aniversário no Restaurante Rodeo Grill no dia 10 de Agosto, pelas 7:30 da noite. A presidente da Academia, Ana Maria de Abreu, focou o trabalho da academia de beneficência em ajudar os seus semelhantes. “Desde o nosso começo que de alguma maneira apoiamos, tal como as pessoas que vão às tertúlias. Nesse momento de lazer ajudamos a quem precisa, e alimenta-nos a alma. Apesar de estarmos num momento crítico, há que procurar essa sinergia, isso preenche-nos”, assinalou.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here