Albi de Abreu desempenha papel de banqueiro na série «El Comandante»

Lusodescendente juntou-se ao elenco em agosto do ano passado

0
983

Ommyra Moreno Suárez

O ator luso-venezuelano Albi de Abreu, juntamente com um elenco de mais de 600 atores, liderado por talentos como Julian Román, Stephanie Cayo, Gabriela Vergara, JeanetteLehr, Viña Machado, Paulina Davila, Andrea Marulanda, César Manzano, Jimmy Vasquez, Vicente Peña, Francisco Denis e Natalia Reyes, entre outros, fazem parte da série «Hugo Chavez, el comandante», que vai estrear na próxima terça 31 de janeiro, às 22h:00. O autor do projeto televisivo é o ex-funcionário, colunista e escritor venezuelano Moisés Naím, que atualmente conduz o programa de TV “Efeito Naím”.

O lusodescendente, que se juntou às gravações em agosto do ano passado, desempenha o papel de Christopher Iturbe, um banqueiro «cheio de vícios, ocioso, mas muito bem-sucedido na arte de fazer batota e ganhar dinheiro de forma rápida e fácil». No que diz respeito à controvérsia que deu origem à série, De Abreu diz que «nunca conseguimos agradar a todos, sobretudo na arte. Os radicais, de direita e de esquerda, sempre vão querer mais. O público mais imparcial, que é a maioria, vai ficar muito satisfeito, sem dúvida. Parece-me maravilhoso que abordemos estas questões sensíveis neste formato porque é uma maneira de despertar o público para a política, que está em causa». O protagonista, o ator colombiano Andrés Parra, disse que, para interpretar o ex-presidente venezuelano, teve que estudar muito bem a personalidade de Chávez e a sua linguagem corporal, e também aprofundar os seus conhecimentos sobre o contexto de história e política da Venezuela.

“Hugo Chávez, el comandante” é uma série inspirada na vida de um líder que provocou várias opiniões e sentimentos num povo que nunca vai esquecer por tudo o que passou. Um homem que conseguiu uma mudança política que vai continuar sempre a causar muito impacto ao longo das gerações. A produção, que contará com 60 episódios em cada hora, não pretende ser uma biografia, mas um drama político e humano inspirado em factos reais incríveis, combinados com histórias e universos de ficção dotados de grandes doses de romance, espionagem, traição e heroísmo, cujo pano de fundo será a luta pelo poder e as personagens apanhadas no fogo cruzado das ambições. As filmagens da série têm lugar em vários locais da Colômbia, como Bogotá, Medellín e Cartagena.

O protagonista, o ator colombiano Andrés Parra, comentou que, para interpretar o ex-mandatário venezuelano teve que estudar primeiro «a personalidade e gestualidade de Chávez», assim como o contexto «histórico e político» da Venezuela.

[quote_box_center]

Resposta do governo venezuelano

Ao ser divulgada a notícia de que se começaria uma produção, cujo trama se concentraria no líder venezuelano, não foi ser agradável ao governo venezuelano. Durante um discurso, no dia 15 de janeiro, o presidente Nicolas Maduro referiu-se ao projeto qualificando-o como uma «campanha de Bogotá contra a Venezuela». E acrescentou: «Vão estrear lixo. Eles apresentam o lixo que querem e as suas mentiras criminais. Nós vamos dizer a verdade profunda sobre um homem gigante como foi Hugo Chávez (…). Essa é uma campanha de Bogotá contra a Venezuela, é uma campanha permanente contra o presidente Maduro contra o povo venezuelano, contra a história de Bolívar e Chávez contra o comandante».

[/quote_box_center]

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here