Albuquerque: “Quem vai determinar o que se vai passar é o povo”

0
38

O presidente do PSD/Madeira defendeu, na última ação de campanha para as eleições, que “quem vai determinar o que se vai passar no próximo domingo não é o Chega, nem o PS, nem nenhum outro partido. Quem vai determinar o que se vai passar é o povo”.

O líder dos social-democratas madeirenses, Miguel Albuquerque, esteve ao final da tarde em Santo António, onde reafirmou que as eleições de domingo “são fundamentais para o futuro” e vincou que “é imperativo garantir um Governo estável, que possa governar a Madeira, nos próximos quatro anos”.

“O que eu disse e volto a dizer é que os madeirenses e porto-santenses têm de ter a consciência de que esta eleição é fundamental para garantir um Governo estável para a Madeira, até porque isto não é um jogo de partidos. Nós, neste momento, temos um crescimento económico como nunca tivemos, temos pleno emprego, temos os agentes económicos e os investidores a investir na Madeira em todos os setores e o pior que podia acontecer à Madeira era termos instabilidade política e, sobretudo, termos ingovernabilidade ou contingências na governação, porque isso significaria, imediatamente, a paralisia económica e a recessão económica e social, com aumento do desemprego”, disse, apelando a que as pessoas votem em consciência e saibam escolher “entre a estabilidade, um bom governo e o progresso ou a instabilidade e a recessão”.

Miguel Albuquerque deixou também claro que “a obrigação dos partidos é saber ler a vontade do povo que vai ficar expressa no escrutínio e na composição parlamentar” e que só a partir dessa leitura “é que se pode chegar a conclusões e tomar as diligências necessárias no sentido de garantir aquilo que o povo quer”.

“A minha função, enquanto líder partidário e líder do Governo, é fazer tudo o que é possível no sentido de garantir que a Madeira continua a prosperar e a ter o seu desenvolvimento integral”, referiu o candidato, destacando que esta foi uma campanha “muito intensa e determinada junto dos cidadãos” e garantindo que, ao contrário de outros, “como o líder do PS/M, que é conhecido por vender gato por lebre”, irá cumprir os compromissos que fez, até porque qualquer um desses compromissos “é credível e exequível”.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here