Amares inaugura mural com figuras de António Variações, Gualdim Pais e Sá de Miranda

0
19

Foi inaugurado um mural, na Galeria de Artes e Ofícios, na Praça do Comércio, em Amares, com a pintura “Geira”, do artista luso venezuelano Juan Domingues, que eterniza as figuras de António Variações, Gualdim Pais e Sá de Miranda.

Juan Domingues decidiu batizar a pintura com o nome a “Geira” por ter descoberto uma conexão entre as caraterísticas do caminho da Geira e o próprio processo criativo. “Vim a descobrir que este caminho se juntava de uma forma poética ao processo criativo, que também acaba por ser um caminho, uma viagem, e os caminhos também são sinuosos e têm caraterísticas de criar problemáticas tal como o exercício de criar nesta escala me criou. E, os ritmos todos, essas paragens, essa reflexão sobre essas caraterísticas para mim foi quase esse caminho da Geira”, explicou o artista.

Natural da Venezuela, mas a viver em Cantanhede, o artista visitou, pela primeira, o concelho de Amares e confessa que achou as pessoas “super acolhedoras”. “Esta é a minha primeira obra em espaço público sendo que nunca tinha feito nada destas dimensões. Foi uma experiência diferente, enriquecedora, num território que não conhecia e que foi muito inspiradora, com pessoas muito inspiradoras, que me ajudaram a chegar a este resultado. Era importante que o mural fosse alimentado pelas caraterísticas deste local, era importante esse jogo da minha relação com o meu trabalho e o local”, disse Juan Domingues.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, felicitou o artista plástico pelo resultado final, numa praça que depois de ter sofrido uma recente intervenção de fundo “está bonita, dinâmica e moderna e cuja pintura veio dignificar o espaço”. “Esta obra homenageia três vultos do concelho. Fiquei agradavelmente surpreendido com o resultado final. Porventura é uma ideia que podemos replicar, aproveitando outros espaços deste edifício para ter outras expressões artísticas que deem vida a este local”, referiu o autarca.

A obra foi simbolicamente inaugurada no dia de Santo António, data em que se assinalou também o aniversário da morte de António Variações. O mural inédito “une uma região projetando-a em termos turísticos e culturais” e “celebra a vida, o património e o contemporâneo”, como referiu Helena Mendes Pereira da Zet Gallery.

A pintura é fruto do programa de residências artísticas “Amar o Minho”, financiado pelo Norte 2020, no âmbito do projeto Minho In, através da iniciativa “Arte em Espaço Público”.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here