Amor pelo chocolate

0
837

Poderíamos apostar que são muito poucas as pessoas que você conhece na sua vida que não goste de chocolate. Este rico doce, sirva-se como se servir, acaba sempre por ser um dos terrenos seguros na hora de dar uma prenda ou de fazer uma sobremesa.

Nesta oportunidade, trazemos 10 dados curiosos que provavelmente desconhecia sobre o chocolate, produto que, para além da exportação e de alta qualidade, é feito na Venezuela.

Em primeiro lugar, Colombo foi o primeiro europeu que conheceu a árvore do cacau, quando em 1502 foi obsequiado em Guanaja, Honduras, com uma espécie de amêndoas que os indígenas usavam como moeda. É por isso que se atribui a sua descoberta aos europeus.

As primeiras fábricas de chocolate documentadas na história datam dos séculos XVII e XVIII, e nasceram na Europa e nos Estados Unidos.

O chocolate é afrodisíaco, já que contém teobromina, uma substância que é relaxante e dilata os vasos sanguíneos, o que em certas zonas aumenta a sensação de prazer.

O chocolate contém feniletilamina, um neurotransmissor que estimula o sistema límbico e provoca uma sensação de euforia similar à do amor, pelo que o seu efeito é muito mais duradouro do que o de um beijo de amor.

O chocolate também é um antidepressivo natural, já que contém tryptophan, um aminoácido que aumenta os níveis de serotonina no corpo, ajudando a tratar a depressão e a ansiedade.

Por esta mesma linha, foi determinado que, ainda que não seja bom comer muito chocolate, o chocolate amargo melhora a circulação cardíaca. Um estudo realizado na Suécia determinou que quem sofreu um enfarte e posteriormente consumiu chocolate amargo pelo menos duas vezes por semana tinham menos risco de desenvolver complicações no coração.

Os principais produtores de cacau são Brasil, Indonésia, Gana, Equador, Malásia, Camarões, Nigéria e Costa do Marfim, ainda que se cultive em muitas outras partes do mundo. Se transformamos o gosto pelo chocolate em números reais, em redor do mundo gasta-se mais de 8.800 milhões de euros por ano em chocolate, que dá a média de consumo anual per capita de 3,5 quilos.

Por último, apesar do bem que o chocolate pode fazer aos humanos, este fruto é bastante mau para os cães, pelo que é importante não alimentar as suas mascotes com esta doce sobremesa.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here