Aragua pronta para receber o XXX Festival de Folclore Português

O Grupo Folclórico Amizade da Casa Portuguesa de Aragua estende o convite à comunidade para participar na iniciativa

0
894

Ommyra Moreno Suárez

O Grupo Folclórico ‘Amizade’ da Casa Portuguesa do Estado Aragua já tem tudo preparado para a XXX edição do Festival de Folclore Português da Venezuela, que se realiza no domingo 12 de Junho, a partir das 15h00 no salão principal deste clube ‘maracayero’, localizado na Avenida Dr. Manuel Montoya de Turmero. O tema do festival será ‘Portugal Terra de Navegantes’.

Um total de dez grupos provenientes dos mais variados cantos da Venezuela vão estar representados neste importante certame com a finalidade de realçar os valores lusos e tentar conseguir um lugar de honra do folclore português nas terras de Bolívar.

Recordemos que os responsáveis pelo grupo folclórico realizaram uma primeira reunião no passado dia 21 de fevereiro, onde acordaram a modificação da estrutura do júri e os critérios de avaliação para os concorrentes. Foram adicionados dois novos parâmetros de avaliação – o traje típico e a etnografia –, sendo que o somatório dos mesmos juntamente com a pontuação da coreografia, da sincronização, da música ao vivo e do espectáculo darão o total geral da pontuação obtida por cada grupo.

Além disso, foi aprovada uma nova forma de júri composto por dois subgrupos. O júri «A», será constituído por um representante de cada um dos grupos participantes, e será responsável por 70% da avaliação. Enquanto que o júri «B» será determinado pela Comissão Organizadora, sendo composto por cinco pessoas, que deverão dar os restantes 30% da pontuação.

Não obstante a crise económica que afeta o país, os organizadores esperam receber um grande número de grupos de toda a Venezuela.

A segunda reunião entre os organizadores teve lugar no dia 1 de maio, com a finalidade de acertar os últimos detalhes do evento, que, ao longo dos anos, tornou possível reunir muitos grupos folclóricos portugueses. O Festival tem permitido aos diferentes grupos intensificar um trabalho de pesquisa sobre a cultura, os trajes, a música e as danças portuguesas, os quais exigem muito esforço e dedicação. E isso tem sido muito importante, pois tem permitido o enriquecimento das expressões folclóricas portuguesas, ao mesmo tempo que os grupos têm oferecido ao público que aprecia esses eventos, a variedade e riqueza do folclore e da cultura de um povo que, onde quer que se encontre, defende com grande amor os seus costumes e tradições.

O Festival de Folclore Português da Venezuela realizou-se pela primeira vez em 1981, no Centro Português de Naguanagua, Estado de Carabobo, por iniciativa da ‘Dimensão Lusitana’, sob a direcção de Rui Urbano, a fim de reunir os diferentes grupos folclóricos portugueses nesta sua segunda pátria, e mostrar ao Povo Venezuelano e a outras comunidades, a variedade e a riqueza do Folclore Português. Neste evento cheio de emoção e novidades, o grupo folclórico do Centro Social Madeirense foi premiado com o primeiro lugar.

Durante os seguintes quatro anos, ‘Dimensão Lusitana’ continuou a organizar o Festival de folclore Português nas instalações dos diferentes Centros Sociais de Valencia, Maracay e Caracas. Nestes festivais, o grupo folclórico do Centro Social Madeirense ficou com os três primeiros lugares e o Grupo Folclórico «Pérola do Atlântico» obteve um primeiro lugar.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here