Assembleia da República aprova voto de solidariedade com portugueses na Venezuela

0
3691

AGÊNCIA LUSA

O parlamento aprovou hoje, por unanimidade, um voto do PSD de solidariedade e apoio aos portugueses que vivem na Venezuela, embora o PCP tenha votado contra um ponto por não fazer referência às “ingerências externas” no país.

No texto, o PSD propõe que o parlamento português reafirme o “seu apoio total à comunidade portuguesa num momento em que se verifica um agravamento” da situação social, económica e de insegurança e esta parte foi aprovada por todos os partidos.

Os sociais-democratas alertaram, e o deputado José Cesário falou no problema num breve discurso — que nos últimos dias foram “denunciadas graves pressões” contra empresários, entre eles portugueses, apelando ao Governo português a “manter uma permanente e intensa ação diplomática”.

PCP e PEV votaram contra e o BE absteve-se no ponto do texto do PSD que fazia referência ao pedido a incentivar o Governo português a “aumentar os seus esforços diplomáticos e políticos no apoio direto” à comunidade portuguesa.

Os comunistas entregaram uma declaração de voto em que acusam o PSD da “tentativa de branqueamento” dos responsáveis externos e “ativo boicote às medidas que visam a normalização da situação política, económica e social” do país liderado por Nicolas Maduro.

O PCP afirma ainda, no seu texto, que “a atual situação vivida pela comunidade portuguesa e pelo povo venezuelano resulta da ação dos Estados Unidos e das oligarquias venezuelanas”, lembrando os avanços no “combate à pobreza e acesso aos direitos básicos a milhões de venezuelanos” com o Governo de Hugo Chavez.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here