Austrália e as suas novas espécies

0
746

O nosso Planeta não deixa de surpreender-nos, e de advertir-nos do cuidado que devemos ter com a Mãe Terra. Mostra disso mesmo foi uma expedição da

National Geographic e da Universidade James Cook, na Austrália, através da qual foram descobertas três novas espécies de vertebrados, que permaneceram até agora isoladas do resto do mundo, durante milhões de anos, numa montanha no Noroeste da Austrália.

Uma das espécies é uma lagartixa com uma cauda que parece uma folha, outra é uma lagartixa dourada considerada um tesouro para a ciência, e ainda uma rã que habita nas rochas. O significado do achado foi tal que os cientistas asseguram que o local é o “mundo perdido”, não só pela beleza que representa a cadeia de montanhas do Cabo Melville, no qual milhões de rochas de granito negro do tamanho de um carro ou de uma casa se amontoam, formando grupos de centenas de metros de altura, e por onde também se estende, por outro lado, uma planície de selva tropical que até agora havia permanecido praticamente sem explorar.

Em Março, os investigadores voaram de helicóptero até ao local, e em questão de dias, fez-se a milagrosa descoberta das três novas espécies de vertebrados, e de outra série de espécies interessantes para a ciência.

Apesar de este tipo de descobertas poder passar despercebida para o cidadão comum, o certo é que delas derivam os grandes enigmas da ciência, e desta forma, é possível encontrar soluções para preservar espécies e espaços que estão a ser devastados pelo implacável aquecimento global, e pior ainda, pela mão do Homem.

São estas boas notícias que nos fazem entender a importância da Natureza e apreciá-la desde a sua mais pequena e sensível expressão. Lembre-se: Pense Verde.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here