Benfica reforça liderança com vitória no Dragão

Equipa de Jorge Jesus alcançou a primeira vitória na casa do FC Porto em quase uma década

0
668

O Benfica somou, no passado domingo, 13 de Dezembro, a sua primeira vitória na casa do FC Porto em quase uma década e reforçou a liderança na Primeira Liga, em que tem agora seis pontos de vantagem sobre os principais perseguidores.
No “clássico” da 13.ª jornada, no Estádio do Dragão, o brasileiro Lima bisou aos 36 e 56 minutos e ajudou o clube da Luz a dar um importante passo rumo à conquista do bicampeonato, algo que não acontece desde os anos 80 (1982/83 e 1983/84).

O campeão português impôs-se na partida em que a maior parte da «despesa» esteve a cargo dos anfitriões, mas a equipa de Jorge Jesus, mais experiente e matreira, aproveitou da melhor forma a inconsistência dos portistas.

Aliás, a falta de eficácia no ataque azul e branco foi notória, tendo em conta que os seus avançados até dispuseram de oportunidades de golo que poderiam ter dado expressão diferente ao desfecho.

Com este triunfo na casa de um dos seus principais rivais, o primeiro desde 2005/06, o Benfica consolidou a liderança do campeonato, passando a somar 34 pontos, mais seis do que o FC Porto, que sofreu a primeira derrota na prova, e do que o Vitória de Guimarães.

Os minhotos até podiam ter terminado esta ronda isolados no segundo lugar, mas não foram além de um empate a zero na recepção ao Rio Ave.

Em pior posição ficou o Sporting, assumido candidato ao título, que somou o quarto empate em Alvalade, desta vez perante o Moreirense (1-1) e caiu nesta jornada para quinta posição, por troca com o Sporting Braga, a uns “pesados” 10 pontos do Benfica.

Um golo do paraguaio Ramon Cardozo, aos 35 minutos, deu vantagem aos forasteiros, mas o colombiano Fredy Montero, aos 90+2, garantiu um ponto aos “leões”.

No Funchal, Marítimo e o Estoril-Praia empataram a zero e continuam separadas por um ponto, com os madeirenses no 10.º lugar, com 16 pontos, e os “canarinhos”, que jogaram quase uma hora com menos um, por expulsão de Anderson, no 11.º, com 15.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here