Bonche Grill, uma festa de sabores latino-americanos no Porto

Os hambúrgueres artesanais são uma das especialidades deste restaurante

0
74

Ana Costa

Uma família luso-venezuelana regressou a Portugal com uma festa de sabores na bagagem. Abriram o Bonche Grill no coração do Porto, terra natal do patriarca, onde servem pratos típicos da Venezuela e hambúrgueres artesanais criativos.

José Ferreira tinha 22 anos quando emigrou para a Venezuela. Tomou pulso à gastronomia do país e por lá ficou durante quase quatro décadas. Construiu família e bom nome na área da restauração, como “o português que fazia comida venezuelana”, e teve vários projetos, entre eles uma rulote chamada El Gran Chaparral, a que dedicou 35 anos da sua vida, a aprimorar a receita de empanadas e arepas.

Em outubro de 2019, a família Ferreira regressou a Portugal, movida pelo agravamento da crise política e socioeconómica na Venezuela, e na bagagem, principalmente do filho Yonatan, já vinha a ideia de abrir um restaurante na terra natal do patriarca, o Porto.

José e a mulher Sónia (filha de madeirenses), os filhos Karina e Yonatan, e o sobrinho José Quintino – que partilha com o tio a vocação para a cozinha – dão vida ao Bonche Grill, onde montaram a “festa” de sabores latino-americanos que trouxeram na mala. “Bonche, em venezuelano, significa festa e para nós comer é uma grande festa”, explica Karina.

Na carta, os pratos típicos do país, como as arepas, empanadas e os tequenhos – “são uns rolinhos de queijo que se comem em todas as ocasiões, casamentos, batizados, festas…”, conta Karina -, juntam-se a especialidades de outros países da América Latina, como os nachos e tacos mexicanos, e a hambúrgueres artesanais criativos. O mais popular é o TequeBurguer, que tal como o nome indica é uma adaptação dos tequenhos em formato de pão de hambúrguer, recheado com queijo, que leva carne, alface, cebola caramelizada, bacon e molho napolitano, e chega à mesa numa campânula envolto em fumo.

Nas bebidas, destacam-se os mojitos e uma seleção de cervejas da América Latina. A refeição é sempre acompanhada pelos ritmos da música latino-americana e assim que seja possível, a intenção é organizar noites de música ao vivo, para ajudar ainda mais ao ambiente do restaurante… e à festa.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here