CMF reforça em mais 20% os apoios ao tecido empresarial

0
90

A Câmara Municipal do Funchal (CMF) vai reforçar os apoios ao tecido empresarial em mais 20%. Na reunião pública do executivo municipal desta quinta-feira, foi decidido desencadear os procedimentos para a Revisão de dois regulamentos de apoio ao tecido empresarial: O “ALAVANCAR” destinado ao comercio local e à restauração, bem como, «Abrir Funchal “-instrumento financeiro de apoio ao comércio local, serviços e restauração, antes designado por “RE-ABRIR”. Anunciou o presidente da autarquia.

Pedro Calado referiu que ambas as linhas “tiveram muita procura”, tendo estas beneficiado mais de 100 empresas, o que leva a autarquia para 2023 fazer um acréscimo de mais 20%, passando a dotação inicial de 500 para 600 mil euros, sendo que, o programa ALAVANCAR, por ter esgotado a verba inicial dos 250 mil euros, foi reforçada em 150 mil euros em dezembro.

O apoio “ALAVANCAR” criado pela CMF e aprovado em junho do ano passado, surgiu no seguimento das dificuldades manifestadas pelos empresários do Município e teve por objetivo incentivar a economia local, quer através do estímulo à modernização e eficiência do espaço comercial, quer através do apoio à atividade e promoção do mesmo.

Já o RE-ABRIR, aprovado na mesma data, teve por objetivo incentivar os empresários a reabrir o seu negócio, quer através do apoio à atividade, quer através de um prémio para a modernização e eficiência do novo espaço. Este programa de incentivo financeiro será restruturado passando a designar-se por apoio “Abrir Funchal”. Pedro Calado refere que a autarquia pretende com a revisão dos regulamentos “atingir um maior número de empresários”. Esta deliberação contou com a abstenção da coligação ‘ Confiança’.

Aprovado, nesta reunião, e que contou igualmente com a abstenção dos vereadores da oposição, foi a abertura de concurso para a execução das obras de remodelação geral do canil municipal, localizado no sítio do Vasco Gil, na freguesia de Santo António. Trata-se de um investimento de 918 mil euros. A obra visa dotar o Canil de melhores condições de funcionamento. Pedro Calado refere que esta intervenção vai permitir também colocar em funcionamento o crematório.

Outra deliberação prende-se com a abertura de concurso para o recrutamento de 50 trabalhadores em diversas áreas. Pedro Calado refere que a juntar aos procedimentos lançados no ano passado e aos que foram abertos hoje, a autarquia faz um investimento, em termos de recursos humanos, superior a 1 milhão de euros.

O autarca esclarece que o recrutamento de novos funcionários é na sua maioria para repor saídas para a reforma.

Nesta reunião, foi também aprovado, por unanimidade, um Voto de Pesar pelo falecimento de Juvenal Fernandes Silva, fundador e presidente da Associação Cultural e Recreativa do Galeão, bem como uma proposta de alteração da denominação do Centro Cívico do Galeão para Centro Cívico “Juvenal Fernandes Silva”.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here