Da psoriase à artrite psoriática

Os pacientes devem estar atentos aos sintomas e ir ao médico a tempo para prevenir a sua evolução

0
907

A psoriase é uma doença não contagiosa do sistema imunológico que pode afectar tanto a aparência da pele como as articulações do paciente, e é possível controlar se for detectada nos primeiros meses da sua aparição. Cerca de 30% das pessoas que padecem deste problema podem desenvolver artrite psoriática, e isto acontece porque o sistema imunológico trabalha excessivamente para atacar a doença, o que causa inflamação e dor.

Os sintomas que podem fazer disparar o alarme são dores articulares por um período superior a quatro semanas, rigidez prolongada de manhã (por mais de 30 minutos), inflamações articulares, dificuldade e esgotamento ao levar a cabo actividades físicas.

No entanto, a detecção desta patologia não é necessariamente um prognóstico de deformação, sobretudo se for feita a tempo. “Nos primeiros 24 meses da doença, podem ser tomadas decisões terapêuticas fundamentais para conseguir certos objectivos, como a remissão da doença, ou seja, que o paciente fique livre de sintomas, prevenir danos e garantir ao paciente uma qualidade de vida óptima”, diz Eduardo Portas, reumatologista e professor de Farmacologia na Universidade do Oriente.

Por seu turno, Ismery Cabello, dermatologista, assegura que “o mais importante face a esta condição é ter em conta o seu carácter progressivo”. Isto deve-se ao facto de os sintomas se agudizarem se a doença não é tratada a tempo. A especialista afirma ainda que “não é apenas a artrite reumatóide que pode levar a deformações, também a artrite psoriática pode fazê-lo.”

Esta última pode afectar qualquer articulação do corpo, e se não for tratada, pode levar a uma deterioração irreversível e a uma incapacidade física permanente, pelo que é essencial que as pessoas que tenham sintomas como manchas vermelhas e escamosas na pele, alterações nas unhas das mãos e dos pés (sulcos, desprendimento ou engrossamento), rigidez matinal nas articulações, sensibilidade, dor e inflamação articular, inflamação das mãos e pés, vermelhidão e dor nos olhos, acorram ao médico o quanto antes. Mesmo que as doenças reumáticas não tenham cura, o diagnóstico precoce pode controlar os sintomas e evitar a sua progressão.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here