Dois pedidos para libertação imediata de José Sócrates

Um dos pedidos de libertação imediata, que tem como requerente o próprio ex-primeiro-ministro

0
726

CORREIO/LUSA

Dois pedidos de libertação imediata do ex-primeiro-ministro José Sócrates deram entrada no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), um dos quais da equipa de defesa de José Sócrates, segundo se revelou na página do STJ na internet, na terça-feira, 10 de Março.

Um dos pedidos de libertação imediata, que tem como requerente o próprio ex-primeiro-ministro, apresentado pelos seus advogados de defesa, tem como relator o juiz conselheiro Santos Cabral, da 3.ª secção penal do STJ.

O outro pedido de ‘habeas corpus’, requerido pelo cidadão Alfredo Lopes Pinto, tem como relator o juiz Armindo Monteiro, também da 3.ª secção penal do STJ.

Entretanto, contactado pela Agência Lusa, o advogado de defesa de José Sócrates, João Araújo, disse que se irá pronunciar publicamente na quarta-feira sobre o pedido de libertação apresentado.

Os pedidos de ‘habeas corpus’ foram entregues no Tribunal Central de Instrução Criminal e daqui remetidos para o STJ.

Com estes dois pedidos, passa a seis o número de pedidos de libertação imediata do ex-primeiro-ministro, que se encontra em prisão preventiva desde o dia 25 de Novembro do ano passado.

Dos quatro habeas corpus já apresentados, apenas dois foram apreciados tendo sido rejeitados.

José Sócrates está indiciado por corrupção, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais, num processo que tem também como arguidos João Perna, o empresário Carlos Santos Silva, o advogado Gonçalo Trindade Ferreira e o administrador da farmacêutica Octapharma, Paulo Lalanda Castro.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here