“Encontro da Lusofonia” apontou soluções para os desafios da cooperação em contexto de pandemia

0
9

Debater “os desafios da cooperação em contexto de pandemia” foi o tema do “Encontro da Lusofonia”, uma iniciativa promovida pela ADIRN (Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte) e pelo Município de Torres Novas que se realizou na Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, nos dias 1 e 2 de julho.

A sessão de abertura contou com a participação do presidente da Câmara Municipal de Torres Novas e presidente da ADIRN, Pedro Ferreira, da Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, do Ministro das Comunidades de Cabo Verde, Jorge Santos e da presidente da Federação Minha Terra, Ana Paula Xavier, esta última através de videoconferência.

“Todos reconhecemos que o imensurável mundo lusófono é potenciador de reconhecimento e competências, estímulo aos agentes económico e promotor d territórios e consolidação de parcerias. Temos uma obrigação comum de estruturar caminhos de progresso nas áreas da cultura, do ensino, do desenvolvimento económico e social, referiu, acrescentando que a pandemia que vivemos não pode ser limitadora deste objetivo. “Neste momento, todos sentimos como agentes responsáveis nesta luta e resiliência e não podemos ficar desmoralizados nem adormecidos sob risco de deixarmos perder o já muito conquistado nas ligações lusófonas, por trocas de experiências e saberes”, salientou.

Ana Paula Xavier, presidente da Federação Minha Terra, fez uma retrospetiva sobre a relevância da Metodologia/Abordagem LEADER, referindo que iniciativas conjuntas permitem melhorar a competitividade sendo que a cooperação promovida entre os territórios tem dado frutos.

O Ministro das Comunidades de Cabo Verde, Jorge Santos, que recebeu em tempos a chave da cidade de Torres Novas, começou por agradecer o convite para a participação no “Encontro da Lusofonia” elogiando o Município de Torres Novas “que simboliza o positivo que existe na nossa comunidade lusófona, não só pela geminação antiga com o Município da Ribeira Grande em Cabo Verde, mas acima de tudo pela diversidade das ações desenvolvidas no âmbito do projeto das geminações ao nível da educação, da saúde, do desporto, da juventude e do planeamento”, enaltecendo este encontro “de extrema importância para todas as comunidades de língua portuguesa, com uma temática atual e que nos leva a refletir sobre como adaptar a cooperação nestes novos tempos”.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here