Falso positivo de Covid-19 afastou Maduro de Cimeira Ibero-Americana

0
148

Um resultado «falso positivo” num teste da covid-19 levou o Presidente Nicolás Maduro a estar fora da 28.ª Cimeira Ibero-Americana, em Santo Domingo, anunciou hoje a vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez.

“Ontem [sexta-feira], o Presidente Nicolás Maduro foi informado pelos seus médicos de um resultado positivo do teste PCR da covid-19. Isto levou à suspensão da sua participação na Cimeira Ibero-Americana. Hoje, foi submetido a dois testes com resultados negativos. Tudo indica que se tratou de um falso positivo”, anunciou Delcy Rodríguez na sua conta na rede social Twitter.

Durante a manhã de hoje, em Caracas, a informação não oficial que circulava entre os jornalistas era de que Delcy Rodríguez substituiria Nicolás Maduro e mais tarde, que a vice-presidente tinha suspendido a viagem sem dar explicações e sido substituída pelo ministro das Relações Exteriores, Yván Gil.

Antes da suspensão da visita, o opositor Leopoldo López, líder do partido venezuelano Vontade Popular, publicou várias mensagens no Twitter, instando as autoridades da República Dominicana a deterem o Presidente Nicolás Maduro, alvo de uma recompensa de 15 milhões de dólares por informações que levem à sua detenção oferecida pelos Estados Unidos.

“Maduro é procurado pelo sistema judicial dos EUA por narco-terrorismo. Se ele puser os pés na República Dominicana, as autoridades desse país devem prendê-lo e extraditá-lo para que possa ser levado à justiça. Não o fazer seria cumplicidade!”, lê-se numa das mensagens do opositor venezuelano.

Asilado na Espanha, Leopoldo López afirmou que «Maduro é um criminoso internacionalmente reconhecido, que está a ser investigado pelo Tribunal Penal Internacional e pela Missão de Determinação dos Factos da ONU por cometer crimes contra a humanidade e violações sistemáticas dos Direitos Humanos contra venezuelanos”.

“É uma vergonha, para qualquer presidente que se considere democrático, sentar-se à mesa com um criminoso, com um ditador culpado de crimes contra a humanidade”, acusou.

A imprensa venezuelana recordou que em janeiro, o Presidente Nicolás Maduro suspendeu à última da hora uma viagem a Buenos Aires para participar numa cimeira, uma visita alvo de protestos.

A 28.ª Cimeira Ibero-Americana decorre em Santo Domingo e reúne chefes de Estado e de Governo de distintos países. Na agenda estão temas como a segurança alimentar, o financiamento intrarregional, a crise climática, geopolítica internacional e o acesso ou direito à digitalização.

Na inaguração estiveram presentes o Rei de Espanha, Felipe VI, o Presidente do Governo espanhol, Pedro Sanchéz, o Presidente d Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa e outros nove primeiros-mandatários da América Latina e Caraíbas, entre eles Alberto Fernández da Argentina e Miguel Díaz-Canel de Cuba.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here