FC Porto mais perto do topo após derrota do Benfica em Braga

‘Águias’ despenharam-se em Braga e permitiram a aproximação do FC Porto, que ficou a apenas um ponto, após oito jornadas

0
883

O líder Benfica sofreu, no domingo, 26 de Outubro, a primeira derrota na Primeira Liga, ao “cair” em Braga por 2-1, e permitiu a aproximação do FC Porto, que ficou a apenas um ponto, após oito jornadas.

No Minho, a formação lisboeta marcou logo aos dois minutos, pelo brasileiro Talisca, que apontou o seu sétimo tento na prova, mas consentiu a reviravolta dos bracarenses, com golos de Éder, aos 28, e Salvador Agra, aos 81.

O Sporting de Braga jogou os últimos minutos com menos uma unidade, devido à expulsão de Danilo, aos 90+1, e o Benfica até esteve perto do empate nos descontos, mas o guarda-redes Matheus assegurou o triunfo dos minhotos.

Com este resultado, o Benfica manteve-se com 19 pontos, agora apenas mais um do que o FC Porto, segundo classificado, que no sábado, 25, foi a Arouca golear por 5-0.

O Vitória de Guimarães, que bateu o Vitória de Sétubal por 1-0 no arranque da ronda, manteve o terceiro posto e ficou a dois pontos dos “encarnados”, enquanto o Sporting reforçou o quarto lugar e ficou a três do eterno rival, ao bater o Marítimo por 4-2.

No Estádio José Alvalade, o alemão Patrick Bauer, aos oito minutos, na própria baliza, João Mário, aos 15, Paulo Oliveira, aos 42, e o colombiano Freddy Montero, aos 66, selaram o segundo triunfo caseiro dos “leões”, em quatro jogos.

Por seu lado, o avançado Maazou, do Níger, apontou, aos 50 e 54 minutos, os dois tentos dos insulares, que caíram para o sétimo lugar.

Na Amoreira, o Belenenses juntou-se ao Paços de Ferreira no quarto lugar da I Liga, face ao triunfo por 2-1 no reduto do Estoril-Praia, num encontro que terminou os adeptos “canarinhos” a contestarem o técnico José Couceiro.

Miguel Rosa, aos 20 minutos, e o brasileiro Deyverson, que apontou o seu quinto tento na prova, aos 61, selaram o segundo triunfo fora do “onze” do Restelo, que passou a somar 14 pontos.

Pelo meio, aos 58 minutos, o brasileiro Kléber marcou o tento dos “canarinhos”, que sofreram o terceiro desaire em casa, em quatro jogos, e que deixa o Estoril-Praia no antepenúltimo lugar, dois pontos acima da zona de despromoção.

A respirar melhor ficou o Nacional, ao vencer a Académica por 1-0, com um golo de Marco Matias, aos 66 minutos.

Os insulares chegaram apenas ao segundo triunfo na prova, agudizando a crise de resultados dos «estudantes», e subiram ao 11.º lugar da prova com oito pontos, enquanto a Académica baixou ao 13.º com sete.

A oitava ronda terminou na segunda-feira, 27, com a vitória do Rio Ave na recepção ao Penafiel, 3-2, agravando a posição da equipa penafidelense na cauda da tabela.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here