Festa ‘Luso-Venezuelana’ propõe kizomba com G-Amado

A festa Luso-Venezuelana realiza-se a 8 de Agosto, na Ribeira Brava

0
1605

CORREIO/DIÁRIO

A kizomba vai ser a grande novidade da edição de 2015 da Festa Luso-Venezuelana. Ao contrário de anos anteriores, onde os ritmos latinos predominavam no palco, este ano, a animação estende-se também aos sons “da moda”, introduzindo ritmos afro-latinos, no próximo dia 8 de Agosto, na Ribeira Brava.

A kizomba é a tendência do Verão e já ninguém dispensa uma dança mexida, “agarradinho” ao seu par. Pezinho para a frente, pezinho para trás, é o que é preciso para entrar no ritmo do novo estilo musical.

A conhecida dança africana promete animar tanto os luso-venezuelanos como os madeirenses, ao som de G-Amado, cantor que participou com duas músicas nas telenovelas ‘Única Mulher’ e ‘Mulher Perfeita’, da TVI, em parceria com Badoxa e Estrela Guia.

G-Amado é o nome artístico de Gonçalo Jorge Amado da Veiga, um cantor com raízes africanas, cujos irmãos músicos, B-Amado & Carlos Amado, foram referências para o seu trabalho.

Gravou demos na área de kizomba, zouk, r&b, soul, reggae e hip-hop.

Lançou o álbum ‘Nhas Letras’, que conta com a participação, por exemplo, de Badoxa, entre outros grandes nomes do kizomba.

O cantor conquista cada vez mais público e já não passa despercebido na Região, depois das suas actuações no Café do Teatro, no Funchal.

“Fui muito bem acolhido, na Madeira há muito boa gente, boa comida e fiquei surpreendido pela positiva. Adoro a Madeira.”, disse G-Amado, sublinhando que não estava à espera que as pessoas o acolhessem desta maneira, nem reconhecessem assim o seu trabalho.

Gonçalo Amado referiu, orgulhoso, que quase todos sabiam as músicas, dançavam e cantavam e, mesmo sendo a primeira vez que participa na festa Luso-Venezuelana, o cantor espera a mesma energia por parte do público.

No campo de futebol da Ribeira Brava promete “instalar” a animação e proporcionar momentos “calientes” e divertidos, fazendo com que os visitantes se sintam “em casa” e aproveitem ao máximo tudo o que a festa tem para oferecer.

Depois da actuação vai haver lugar para a comida madeirense que, segundo ele, deixou alguma saudade. Além disso também pretende apreciar os pratos típicos da Venezuela.

A organização do DIÁRIO de Notícias e do CORREIO da Venezuela, em parceria com a Câmara Municipal da Ribeira Brava traz assim mais uma grande novidade para este evento, que promete acolher centenas de pessoas.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here