Filial 43 do FC Porto comemora em Caracas 124 anos do clube luso

Os dragões na Venezuela festejam com orgulho aniversário da instituição com um convidado especial

0
732

Oscar Sayago

A Casa do FC Porto comemorou com grande orgulho e entusiasmo o 124º aniversário do clube. A sucursal 43 teve a honra, durante o ato protocolar, de contar a presença do novo Embaixador de Portugal na Venezuela, Carlos Nuno Almeida de Sousa Amaro.

O evento teve início com a entonação do hino do Futbol Club Porto e prosseguiu com um almoço de «cozido à portuguesa» para todos os adeptos portistas luso-venezuelanos, terminando com um bolo de aniversário que serviu para cantar os parabéns pelos 124 anos do clube.

«Um dos meus objetivos é manter contato com as comunidades, não só em Caracas, mas também no interior. Eu sei que a situação é difícil na Venezuela, mas quero deixar claro que tanto o Secretário de Estado nas comunidades quanto eu estamos à disposição e acompanhamos a situação do Porto de perto», expressou o embaixador português na Venezuela, Carlos Nuno Almeida de Sousa Amaro.

«Nós privilegiamos acima de tudo a partilha pelo fanatismo, e como tal todos somos bem recebidos aqui, nesta casa portuguesa pintada de azul e branco, aberta para todos. Este é o lugar ideal para nos sentirmos próximos, para matar as saudades e nos mantermos unidos: não devemos permitir que o desporto nos divida, pois a Casa do Porto na Venezuela é um sítio para a amizade», explicou o presidente da Casa do FC Porto, Alvarinho Sílvio Moreira.

No mês de novembro, a Casa do Porto vai comemorar em grande a festa do Dia de São Martinho. Com sede em Los Dos Caminos, o clube vai oferecer o que mais tradicional Portugal tem nesta época, nomeadamente castanhas assadas e cozidas, assim como vinho novo. Ainda, no cronograma da instituição figura o almoço de fim de ano, marcado para o dia 7 de dezembro.

A filial 43 do FC Porto é atualmente a única instituição desportiva com créditos oficiais de um clube de futebol português em terras venezuelanas. A seleção portista da Venezuela foi fundada em 1967, na sua primeira sede nacional em Alfaitaria Maia em La Candelaria. A 13 de maio do ano 2000, constitui-se oficialmente como associação civil sem fins lucrativos devidamente legalizada, com o objetivo de manter vivas as tradições e os costumes do clube luso no nosso país.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here