Filial da Madeira dos Parceiros da NSR quer promover causas sociais

0
224

A filial da Madeira dos Parceiros da NSR (Nau Sem Rumo) celebrou um ano de vida no passado dia 22 de fevereiro com o foco renovado para iniciar aquela que é uma das principais missões do grupo: apoiar causas sociais.

“Ainda não temos as bases da casa mãe [que funciona na Venezuela], mas estamos a trabalhar com afinco para em breve podermos realizar iniciativas para ajudar o próximo”, disse ao JM Inácio Pereira, um dos principais fundadores do grupo.

Atualmente, a filial da Madeira, que foi fundada a 12 de fevereiro de 2021, conta com 45 ‘parceiros’, enquanto a NSR da Venezuela contabiliza uma centena e meia. “No fundo, o grupo é um pretexto para conviver entre amigos e também para fazer coisas boas e há muitos atos sociais que podemos praticar”, observou Inácio Pereira, que detém o título de almirante.

A adesão ao grupo começa com o convite de um membro. “Se a pessoa gostar do convívio que promovemos, que fazemos, e manifestar intenção de participar ativa e regularmente, estando a entrada sujeita à aprovação do Estado-Maior.

Todos os meses é promovido um convívio, cuja preparação fica a cargo de um ‘capitão’ nomeado para tratar dessa viagem, ou seja, escolher o dia, hora, restaurante e ementa do repasto.

No convívio, são usados adereços ao estilo dos marinheiros, nomeadamente bonés e camisolas de cor branca, e se o ‘capitão’ falhar na preparação da viagem, é alvo de um “castigo”, naturalmente “simbólico”.

Os ‘parceiros’ são designados de acordo com as patentes da hierarquia da Marinha, como Almirante, Contra-almirante, Comodoro ou Capitão, só para citar algumas.

Na Venezuela, este grupo funciona desde 12 de dezembro de 2012, e alguns dos membros da filial da Madeira também são ‘parceiros’ da casa-mãe, à qual esperam um dia regressar quando a situação social e política melhorar neste país sul-americano onde reside uma importante comunidade portuguesa, que é sobretudo originária da Região Autónoma da Madeira.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here