Imagem peregrina da Virgem de Fátima percorre a Venezuela

Este ícone da devoção permanece durante seis meses no país latino-americano

0
4678

Uma boa notícia para a comunidade luso-venezuelana: uma das treze imagens peregrinas da Virgem de Fátima vai pisar terras venezuelanas, vinda diretamente do Santuário original, em Portugal, para fazer um percurso pelos mais recônditos recantos do país. A iniciativa ocorre após um pedido da Diocese de Maracay, Estado de Aragua, com a finalidade de comemorar o Centenário das aparições da virgem lusitana.

A imagem chega ao Aeroporto Internacional de Maiquetía Simón Bolívar, no Estado de Vargas, na sexta 21 de abril às 15h00. Espera-se que a Diocese de La Guaira a receba com uma homenagem e uma missa no Centro Luso Venezuelano de Catia La Mar, localizado no setor de Weekend, para posteriormente ser transferida para Maracay, onde iniciará oficialmente a sua peregrinação no dia 30 de abril às 17h00, com uma multitudinária missa de início de peregrinação que terá lugar no Seminário Maria Madre de la Iglesia e onde se espera a presença do Cardeal Baltazar Porras, acompanhado por vários bispos membros da Conferência Episcopal, membros da Conferência Episcopal Venezolana.

A peregrinação, que culmina a 31 de outubro, incluirá um percurso pela totalidade do Estado Aragua, para além de ser transferido inicialmente para outras 20 cidades de 13 Estados da Venezuela: Bejuma, Naguanagua, SanDiego, Valencia, Tocuyito, Guacara e Puerto Cabello, Estado Carabobo; Los Teques e Guatire, Estado Miranda; La Guaira, Estado Vargas; Caracas, Distrito Capital; Puerto La Cruz, Estado Anzoátegui; Puerto Ordaz, Estado Bolívar; Margarita, Estado Nueva Esparta; Barquisimeto, Estado Lara; Guanare, Estado Portuguesa; Cabimas e Maracaibo, Estado Zulia; Coro, Estado Falcón; San Juan de Los Morros, Calabozo e Valle de La Pascua, Estado Guárico; entre outras.

De uma forma não oficial, soubemos que a comissão organizadora da visita está a ultimar com o templo de Guanare o empréstimo do Papamóvel que foi utilizado durante a visita do Papa Juan Paulo II à Venezuela, para assim dar à imagem o tratamento merecido no que se refere ao transporte da mesma por todo o país.

Maracay: epicentro da fé em Fátima

Luis Martínez, padre da Diocese de Maracay, é o responsável deste sonho. «Há um ano e quatro meses, cheguei de Roma, onde estive a estudar. Sou natural do bairro La Julia, onde vivem muitos portugueses, principalmente madeirenses, pelo que cresci rodeado de um movimento de fé em torno da Virgem de Fátima. Quando estava em Roma, onde estudei, tive a oportunidade de viajar até ao Santuário da Virgem em Portugal e trabalhar no santuário como confessor. Ali, perguntei ao padre Cabecinhas qual era o procedimento normal para solicitar uma das imagens peregrinas. Fiquei com isso na cabeça durante algum tempo. Ao regressar à Venezuela, apresentei a ideia ao bispo Rafael Conde, que juntamente com outros sacerdotes do estado Aragua me apoiaram na iniciativa. O bispo escreveu um pedido a fazer a solicitação e enviou-o ao Santuário, onde só ficava uma das onze imagens. No dia seguinte, nos enviaram a feliz notícia de que o pedido tinha sido aprovado», explicou o padre Martínez.

O passo seguinte à aprovação foi a criação de uma Comisión Centenaria para a preparação dos trabalhos de planificação. Estabelecidos contactos com sacerdotes de cada uma das cidades, realizou-se uma reunião de uma comissão nacional entre religiosos e laicos, onde se explicaram as condições postas pelo Santuário para a vinda da imagem. A dinâmica será bastante simples: em cada paróquia, os sacerdotes serão responsáveis pela imagem e uma comissão de cada local será responsável pelas despesas que implique a peregrinação da Virgem. O nosso principal objetivo é que não fiquemos presos à imagem, essencialmente que, com esta, consigamos difundir a mensagem da Virgem», explicou.

Sobre as despesas com a transferência da imagem, o padre Luis Martínez explicou que a comissão organizadora deverá assumir todos os gastos com a transferência da virgem de Portugal para a Venezuela e vice-versa. Felizmente, conseguiram que um fiel doasse a passagem, mas continuam a realizar atividades de angariação para quaisquer outros gastos que implique a mobilização entre os diferentes Estados.

«Até agora, temos feito várias atividades: fizemos a Festa do Rosário no dia 30 de outubro, onde partimos em caravanas desde diferentes paróquias até ao Centro Comercial Los Aviadores; apresentamos duas sessões de Cinema onde se transmitiu o filme “O Dia 13”. Da mesma forma, no sábado dia 18 de fevereiro, realizou-se um Congresso Mariano e a 12 de março vamos realizar um Bingo Familiar, ambos no Salón Principal da Casa Portuguesa do Estado Aragua. Ainda estão por realizar um Encuentro de Música Sacra, uma mostra fotográfica denominada ‘Cien años en cien imágenes’ e o “Viacrucis de la Ciudad”; tudo isto com a finalidade de angariar fundos que nos permitam dar à virgem uma bela peregrinação pela Venezuela», enumerou o sacerdote, destacando o grande apoio que o clube “lusomaracayero” tem dado a esta causa.

Virgem peregrina: uma imagem com história

A primeira imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima, feita seguindo as descrições da irmã Lucia, foi oferecida pelo bispo de Leiria e coroada solenemente pelo Arcebispo de Évora no dia 13 de maio de 1947. A partir desta data, a imagem percorreu o mundo inteiro em várias ocasiões.

Mas a história teve início há dois anos: em 1945, pouco depois da final da segunda Guerra Mundial, quando um pároco de Berlim propus que uma imagem de Nossa Senhora de Fátima percorresse as capitais e cidades episcopais da Europa, até chegar À fronteira com a Rússia. Foi só em 1947 que se iniciou o seu primeiro percurso.

Depois de mais de 50 anos de peregrinação por 64 países já visitados, a Reitoria do Santuário de Fátima decidiu que a imagem original bão deveria sair mais do templo; motivo pelo qual foram feitas 14 réplicas que seriam espalhadas por todo o planeta. Contudo, a primeira imagem, entronizada na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, em dezembro de 2013, fez visitas a várias localidades portuguesas com o objetivo de envolver as comunidades contemplativas e as dioceses de Portugal no culto mariano.

Artículo anterior“Er Conde del Guacharo” no Centro Portugués de Guayana
Artículo siguienteRecomendações de teatro (de 17 a 23 de março de 2017)
Editor - Jefe de Redacción / Periodista sferreira@correiodevenezuela.com Egresado de la Universidad Católica Andrés Bello como Licenciado en Comunicación Social, mención periodismo, con mención honorífica Cum Laude. Inició su formación profesional como redactor de las publicaciones digitales “Factum” y “Business & Management”, además de ser colaborador para la revista “Bowling al día” y el diario El Nacional. Forma parte del equipo del CORREIO da Venezuela desde el año 2009, desempeñándose como periodista, editor, jefe de redacción y coordinador general. El trabajo en nuestro medio lo ha alternado con cursos en Community Management, lo que le ha permitido llevar las cuentas de diferentes empresas. En el año 2012 debutó como diseñador de joyas con su marca Pistacho's Accesorios y un año más tarde creó la Fundación Manos de Esperanza, en pro de la lucha contra el cáncer infantil en Venezuela. En 2013 fungió como director de Comunicaciones del Premio Torbellino Flamenco. Actualmente, además de ser el Editor de nuestro medio y corresponsal del Diário de Notícias da Madeira, también funge como el encargado de las Comunicaciones Culturales de la Asociación Civil Centro Portugués.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here