Já não entravam tantos portugueses no Luxemburgo desde 2013

0
24

O número de portugueses que entraram no Luxemburgo aumentou em 2021, após cair em 2020, e atingiu um recorde desde 2013, recuperando uma tendência de crescimento que se verificava desde 2017, revela uma análise divulgada esta terça-feira.

Citando dados do Portal de Estatísticas do Luxemburgo, a análise do Observatório da Emigração indica que em 2021 entraram 3.885 portugueses no Luxemburgo, o que representa 15,3% dos 25.335 estrangeiros que entraram no país naquele ano.

O número de entradas de portugueses no país em 2021 representou um aumento de 18,2% face a 2020, ano em que tinham entrado 3.286 portugueses no Luxemburgo.

Na análise da investigadora Inês Vidigal, do Observatório da Emigração, este aumento «tem a ver com a maior mobilidade que 2021 já permitiu», mas «é uma continuação» de uma tendência de crescimento que tinha começado em 2017 e que foi interrompida em 2020 pelas restrições à mobilidade impostas pela pandemia de covid-19.

O Observatório da Emigração ressalva, no entanto, que, apesar do crescimento registado, a proporção de portugueses entre todos os emigrantes que entram no Luxemburgo tem vindo a cair, tendo passado de 29% em 2013 para 15,3% em 2021.

Segundo os dados disponíveis — entre 2000 e 2021 –, a entrada de portugueses no Luxemburgo teve o seu mínimo em 2000, com 2.193 entradas, e o seu máximo em 2012 (5.193 entradas).

Segundo Inês Vidigal, mantém-se a tendência de, para o Luxemburgo, emigrarem mais homens do que mulheres, sobretudo jovens adultos ativos na faixa etária dos 15 aos 39 anos.

Segundo o Relatório da Emigração 2020, apresentado em dezembro pelo observatório, o número de emigrantes portugueses em 2020 foi o mais baixo dos últimos 20 anos, um valor para o qual contribuiu a covid-19 e o ‘Brexit’.

O relatório indica que a emigração portuguesa caiu de 80 mil saídas em 2019 para 45 mil em 2020 e conclui que a redução foi geral, englobando praticamente todos os destinos tradicionais da emigração portuguesa.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here