Jesus Faria combate a abstenção nas eleições

Deputado admitiu que há mal-estar entre o eleitorado devido à subida dos preços e à falta de produtos no país

0
548

CORREIO/LUSA

O deputado luso-descendente e vice-presidente da Comissão de Finanças da Assembleia Nacional, Jesus Faria, apelou, no passado 11 de Agosto, à luta contra a abstenção nas eleições parlamentares previstas para 6 de Dezembro.

«A estratégia (do Partido Socialista Unido da Venezuela, no poder) para a vitória nas eleições, passa por explicar às pessoas quais as causas das dificuldades económicas», disse aos jornalistas, em Caracas.

Jesus Faria, que também é economista, admitiu que há mal-estar entre o eleitorado devido à subida dos preços e à falta de produtos no país, situação que atribui a parte de uma «guerra» de grupos económicos venezuelanos e internacionais para «gerar instabilidade, que se traduza numa explosão (social) e depois numa crise política».

«O que é absolutamente ‘descartável’ é que esse descontentamento do chavismo (forças que apoiam o Governo) se traduza em votos contra o chavismo. Nós temos que lutar contra uma possível abstenção», frisou.

O deputado luso-descendente admitiu, no entanto, que é importante que o Governo venezuelano chegue a um acordo com o sector privado venezuelano para desenvolver a economia e impulsionar a produção local.

Jesus Faria é da opinião que o Governo venezuelano e o sector privado devem trabalhar em conjunto «em função de uma agenda nacional que já está legalizada, tem legitimidade, e tem sustento democrático».

Cerca de 19,5 milhões de venezuelanos estão recenseados para votar nas eleições de 6 de Dezembro, num escrutínio em que vão ser renovados os 167 lugares que compõem o parlamento venezuelano, incluindo três representantes indígenas.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here