José Peseiro processa Federação Venezuelana de Futebol por salários em atraso

0
25

A 19 de agosto, José Peseiro demitiu-se do cargo de treinador da seleção de futebol da Venezuela, por não ter recebido nenhum pagamento desde o primeiro trimestre do ano passado.

O ex-treinador português José Peseiro, que em agosto rescindiu o contrato com a seleção da Venezuela, processou formalmente a Federação Venezuelana de Futebol (FVF), por não lhe ter pago 14 meses de salários, avança esta quarta-feira a imprensa local.

«José Peseiro processou formalmente a FVF, perante a Federação Internacional de Futebol (FIFA). Ao ex-diretor técnico português devem 14 meses de salário», diz o portal desportivo Meridiano.

O mesmo portal avança ainda que «a junta de direção da FVF tentará pagar toda a dívida ainda este mês, ou chegar a um acordo com o ex-treinador, para que o processo seja imediatamente retirado».

Em 19 de agosto último, José Peseiro demitiu-se do cargo de treinador da seleção de futebol da Venezuela, por não ter recebido nenhum pagamento desde o primeiro trimestre do ano passado.

A rescisão foi confirmada aos jornalistas pelo presidente da FVF, Jorge Giménez, durante numa conferência de imprensa transmitida pela plataforma de vídeos ‘online’ Youtube.

Segundo a imprensa local, a FVF deve o equivalente a 14 meses de salário a José Peseiro.

José Peseiro foi confirmado como selecionador da ‘la Vinotinto’, em 04 de fevereiro de 2020, em substituição do venezuelano Rafael Dudamel.

Em 24 de agosto, a nova direção da FVF anunciou, em comunicado, a nomeação do treinador local Leonardo Alberto González como selecionador interino da Vintotinto, equipa na qual jogou.

Leonardo Alberto González, de 49 anos, é natural de Trujillo (Venezuela) e diretor técnico da equipa venezuelana Desportivo de Lara.

Em 8 de setembro último a Federação Venezuelana de Futebol anunciou estar em conversações para pagar a dívida ao ex-treinador português José Peseiro.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here