Marcelo afirma que CDS cumpre a sua missão mas não haverá instabilidade

0
637

Lusa/DN

«Penso que, pela resolução do CDS-PP, não haverá problema para os programas de Estabilidade e Nacional de Reformas», disse

O Presidente da República manifestou-se esta terça-feira convicto de que a resolução do CDS-PP para levar a votos no parlamento os programas de Estabilidade e Nacional de Reformas não criará instabilidade e os documentos do Governo seguirão para Bruxelas.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas após ter encerrado na Fundação Calouste Gulbenkian a sessão de lançamento da reedição do livro «Portugal Amordaçado», da autoria de Mário Soares.

«Penso que, pela resolução do CDS-PP, não haverá problema para os programas de Estabilidade e Nacional de Reformas. Não será por aí que esses documentos não seguirão para Bruxelas e de tudo continuar – como importa que continue – para o Governo do país», declarou o chefe de Estado, depois de interrogado sobre a possibilidade de haver instabilidade política a prazo em Portugal.

O CDS-PP, de acordo com Marcelo Rebelo de Sousa, «cumpre a sua missão – e é bom haver uma oposição aguerrida que expõe as suas posições».

«Mas, naturalmente, quem entende que é fundamental não fazer qualquer tipo de gesto que possa criar instabilidade política em Portugal, então atuará em conformidade. Não haverá instabilidade», acrescentou o Presidente da República.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here