Ministério Público nomeia peritos de fora para saber o que aconteceu no Monte

0
720
Foto: Cortesia

DN MADEIRA .- A Procuradoria da Comarca da Madeira confirmou esta manhã, através de comunicado, que deu ordem à PSP para vedar a zona da queda da árvore no Monte para que “o local fique sob vigilância” de modo a “garantir a recolha das provas e assegurar a sua integridade”. O órgão que exerce a acção penal revela que “foi, também de imediato, iniciado o processo de selecção e nomeação de peritos com conhecimentos especializados nas áreas florestal e botânica, tendo sido solicitada a colaboração de uma instituição universitária não sedeada na região autónoma”.

Nos últimos dois dias, peritos da Câmara Municipal do Funchal andaram no terreno a avaliar o estado do carvalho cuja queda provocou 13 mortos no Largo da Fonte, mas que hoje tiveram ordem de suspensão imediata do seu trabalho.

O inquérito judicial para investigar as circunstâncias da queda de uma árvore é dirigido pelo Departamento de Investigação e Acção Penal do Funchal, sendo o Ministério Público coadjuvado na investigação pela PSP.

No âmbito deste inquérito foram já ordenadas as autópsias médico-legais e encetadas diligências com vista à obtenção de toda a correspondência que terá sido trocada entre órgãos autárquicos, particulares e entidades regionais.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here