ONU revela quais são os países com maiores índices de felicidade

Para além das classificações regulares, o relatório deste ano inclui uma análise da felicidade no local de trabalho e um olhar mais profundo sobre a China e a África

0
919

Ommyra Moreno Suárez

O Relatório Mundial da Felicidade, também conhecido como o World Happiness Report, foi realizado por um grupo de especialistas das Nações Unidas, que tiveram a tarefa de analisar o estado da felicidade global em cada país. A primeira listagem foi publicada em abril de 2012 e, desde então, tem vindo a ganhar reconhecimento e acrescentado mais países, assim como diferentes variáveis. Os fatores tidos em conta para medir a felicidade dos cidadãos são: os rendimentos per capita, uma esperança de vida mais longa e saudável, o apoio social, pouca corrupção, a generosidade e a liberdade para tomar decisões.

O relatório de 2017 posiciona 155 países de acordo com os seus níveis de felicidade. Para além das classificações regulares, o relatório deste ano inclui uma análise da felicidade no local de trabalho e um olhar mais profundo sobre a China e a África. Nesse sentido, a Noruega acabou por ser o país mais feliz do mundo em 2017, tirando o lugar da Dinamarca, que tinha conseguido manter o primeiro lugar durante três anos. A Islândia e a Suíça a seguem. A Finlândia está em quinto lugar, seguida pela Holanda, Canadá e Nova Zelândia. A Austrália e a Suécia empataram na nona posição. Entre os casos mais curiosos da lista, estão os Estados Unidos, que têm baixado de posição, ficando em 14º lugar. Por seu lado, a África destaca-se como o continente mais infeliz. Dos países africanos, só dois têm conseguido avanços significativos na última década, de acordo com os indicadores do relatório.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here