Os clássicos protagonizam a temporada outono-inverno 2016

Os clássicos reinventam-se com novos cortes, cores e combinações que procuram embelezar a figura feminina

0
639

Ommyra Moreno Suárez

Os “jeans escultores” passam a ser uma peça imprescindível no outono graças ao elástico com que são elaborados, o seu corte limpo e as suas costuras estratégicas. A premissa destas peças é esculpir o nosso corpo nas férias.

Verde militar. Como em todos os outonos, a cor “verde militar” converte-se na protagonista da temporada. Contudo, desta vez se separa um pouco do tradicional casaco de ganga e calças, apresentando-se noutras peças como vestidos, saias, camisas, macacões e até acessórios.

O espartilho. A polémica com esta peça surgiu o século XX quando desenhadores como Coco Chanel se impuseram contra o espartilho, argumentando que era uma peça que oprimia as mulheres. Anos mais tarde, diversos estudos assinalavam que o uso abusivo do espartilho compromete a pressão abdominal. Contudo, ajuda a corrigir a postura, quando a coluna vertebral, embora seja prejudicial porque atrofia a musculatura. Ao tentar reduzir o espaço abdominal, dificulta a respiração e a circulação do sangue, provoca uma subida do diafragma e compromete o sistema nervoso, induzindo em determinadas ocasiões à ansiedade.

Apesar da controvérsia, o espartilho não foi recusado totalmente e voltou aos guarda-fatos, desta vez feito com cetim de lingerie, e aparece em algodão, cabedal, veludo, etc. Com o intuito de ser visto. Atualmente, os desenhadores asseguram que as conotações negativas devem ser deixadas para trás, pois sem ir aos extremos transmite confiança no corpo, ao mesmo tempo que melhora a postura e faz ficar com o peito erguido. Desta forma, o espartilho converte-se no novo “top” que se usa sem alças e até chega a substituir o sutiã na hora de usar vestidos decotados ou com as costas abertas. Também se deve ter em conta que se trata de uma peça de roupa versátil que pode ser utilizada por baixo de uma camisa, com um casaco, com uma saia ou simplesmente com calças.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here