“Parque Mayer” representa Portugal em festival de cinema venezuelano

0
24

O Filme Parque Mayer vai representar Portugal no XVIII Festival de Cinema Europeu – Euroscopio 2022, que começou este fim de semana na Venezuela, disse à Agência Lusa fonte da Delegação da União Europeia na Venezuela (UE_VE), organizadora do festival.

Segundo a fonte, o festival, que se prolonga até 30 de novembro, vai levar às salas de cinema e espaços culturais venezuelanos “21 títulos recentes do melhor cinema europeu”, em representação de 18 países, ao longo de 14 dos 24 estados da Venezuela.

Entretanto, em um comunicado divulgado em Caracas a UE_VE explica que Parque Mayer, estreou-se em Portugal em 6 de dezembro de, é do tipo comédia. Dirigida por António-Pedro Vasconcelos e produzida por Tino Navarro. Tem uma duração de 2 horas e 14 minutos e o guião foi escrito por Tiago Santos.

“Em um teatro no Parque Mayer, durante os ensaios para um novo espetáculo de variedades, acontecem todo o tipo de acontecimentos: casos de amor não correspondidos, pequenos dramas pessoais e uma constante batalha contra a censura, acompanhados por tentativas inteligentes de evasão”, explica a sinopse divulgada em Caracas.

Além de Portugal participam no Euroscopio 2002, a Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Finlândia, França, Hungria, Itália, Irlanda, Malta, Países Baixos, Polónia e a Républica Checa.

“Comédia, drama, romance, ficção, biografia, documentários e muitos mais, são géneros deste ano, onde são abordados aspetos de questões sociais, inclusão, empoderamento da mulher, imigração, amizade, questões familiares ou histórias de superação, através de títulos reconhecidos em diferentes festivais internacionais”, explica o comunicado.

O festival, entre outros, conta com o apoio de colégios, câmaras municipais, fundações culturais, organizações educativas e representações diplomáticas, entre elas a Embaixada de Portugal na Venezuela e o Camões – Instituto de Cooperação e da Língua.

Além de Parque Mayer, que representa Portugal, vão ser exibidos os filmes “No fogo”, da Alemanha, “Onde ninguém nos conhece”, da Áustria, “Lola”, da Bélgica, “Pausa”, do Chipre, “Extracurricular”, da Croácia, “Servos”, da Eslováquia, “Sanremo”  da Eslovénia.

Também “Las Niñas (As Raparigas), da Espanha, “Os deuses de Molenbeek”, da Finlândia, os “Perfumes” e “O triunfo”, da França.

Em representação da Hungria vai ser exibido o filme “Teoria do lixo espacial”, pela Itália “O meu irmão persegue dinossáurios” e “A vida fácil”, e pela Irlanda “A minha noiva de mentira”.

“Luzzu” representa a Malta, “Buladó” os Países Baixos, “Nunca voltará a nevar” a Polónia (Polónia). Pela República Checa participam “O País das sombras” e “Ratos e raposas: Uma amizade extraterrestre”.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here