Portugal bate Venezuela em jogo de preparação para o Mundial

A Equipa das Quinas bateu a Venezuela, por 2-1, esta sexta-feira, em Rio Maior

0
30

O JOGO

A seleção portuguesa de futsal venceu esta sexta-feira (2-1) a congénere da Venezuela, no segundo jogo de preparação para o campeonato do Mundo, na Lituânia, disputado em Rio Maior.

A equipa portuguesa, que ao intervalo empatava sem golos, adiantou-se aos 22 minutos, por Erick Mendonça, tendo Tomás Paçó, sete minutos depois (29), ampliado a vantagem, que foi reduzida a um minuto do fim (39), por Jésus Viamonte.

Jorge Braz apostou nos jovens Tomás Paçó, Afonso Jesus e Zicky, com o capitão Ricardinho, e a partida começou com Portugal a assumir o controlo e a desçperdiçar as primeiras oportunidades, por Zicky, Ricardinho e Erick Mendonça.

O primeiro remate venezuelano surgiu apenas aos sete minutos, com Vítor Hugo a superiorizar-se a Wilmer Cabarcas, quando este estava isolado.

Até ao intervalo, as oportunidades sucederam-se, mas os golos estavam reservados para a segunda parte, em que a equipa das ‘quinas’ entrou novamente pressionante e desfez o empate logo aos 22 minutos. Erick Mendonça, numa boa jogada individual na ala direita, atirou ao canto inferior esquerdo da baliza, sem hipóteses para Carlos Sanz.

No minuto seguinte, foi a vez de Pany Varela arriscar na ala contrária. Depois de tirar um adversário do caminho, o ala português viu o remate embater no poste direito da baliza.

A resposta da formação orientada por Freddy Gonzalez chegou pouco depois, com Jésus Viamonte a atirar com perigo, após uma boa combinação ofensiva, mas foi Portugal quem voltou a marcar.

Pauleta tentou por duas vezes dilatar a vantagem, mas o segundo golo português chegou por intermédio de Tomás Paçó, que se estreou a marcar pela seleção nacional. Num momento em que o jogo estava repartido, Portugal recuperou bem defensivamente e, num lance de contra-ataque, Bruno Coelho assistiu o fixo do Sporting, que, ao segundo poste, rematou sem hipóteses para o guarda-redes contrário.

A seleção da Venezuela não baixou os braços e relançou a partida a um minuto do fim. Jésus Viamonte encerrou com êxito uma jogada de 5×4, para, a 17 segundos do fim, Alfredo Vidal obrigar Edu Sousa a uma excelente intervenção, que garantiu a vitória portuguesa.

No encontro de hoje, destaque, ainda, para a estreia do suporte de vídeo em jogos da seleção nacional. Aos dois minutos, a dupla de arbitragem recorreu à tecnologia para analisar um possível penálti por mão na bola dentro da área da Venezuela, que acabou por não se confirmar, e, já perto do fim, o árbitro Eduardo Coelho voltou a utilizar a tecnologia para analisar uma possível agressão de Pany Varela.

A seleção nacional despede-se de Rio Maior com dois triunfos em igual número de jogos e volta a concentrar-se no próximo domingo, em Viseu, para continuar a preparação para o Mundial, na Lituânia.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here