Presidente da Casa de Valência relata problemas nas eleições

0
50

Foi através de um comunicado que o presidente da Casa Portuguesa Venezuelana de Valencia, Estado Carabobo, deu conta de uma “situação inusual” que terá acontecido durante as eleições para os conselheiros para as comunidades portuguesas que decorreu no dia de ontem em vários pontos da diáspora.

“Como actual presidente da Casa Portuguesa Venezuelana em Valência, Estado Carabobo, e primeiro Conselheiro eleito na Venezuela há vários anos, com 54 anos de residência em Venezuela, experimentei uma situação inusual”, começa por anunciar.

Ao largo dos anos, sempre exerci meu direito de voto no Consulado de Valencia. Sem embargo, nesta ocasião, lamentavelmente, não pude fazer, já que não figurava nos cadernos eleitorais e ademais indicava que nunca havia votado”, descreve o constrangimento que segundo o dirigente da instituição e cidadão madeirense também afectou a sua esposa que sempre participou activamente em todas as eleições anteriores mas que desta vez não consegui exercer o direito de voto.

Carlos Rodrigues diz ser importante assinalar esta situação para que não se repita tendo conhecimento que o mesmo problema terá afectado outros compatriotas portugueses que se viram  impedidos de votar.

“Espera-se que esta situação  se possa solucionar prontamente para assegurar que todos os cidadãos portugueses possam exercer o nosso direito de voto de maneira justa e transparente”, reage em jeito de apelo e conclusão.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here