Recantos lusos: Alqueva, a barragem ícone do Alentejo

0
21

A Barragem de Alqueva, o maior lago artificial da Europa, é uma imensidão de água a perder de vista, rodeada de uma paisagem natural invejável. Pequenas «ilhotas», pequenos pedaços de terra que nos fazem sonhar com algo maior, mas nosso.

“Alqueva” é uma palavra derivada de “alqueive”, “terra de pousio” ou “deserta”, de solos secos, sedentos de água, que agora parece não faltar. A barragem fica situada no rio Guadiana, um dos mais longos da Península Ibérica, no Alentejo profundo, próxima da aldeia cujo nome é… Alqueva. É possível navegar no Guadiana até Mértola, uma vila alentejana interessante também, como todo o Alentejo! Esta «viagem» faz-se numa distância de cerca de 68 Km.

Os objetivos da construção da Barragem de Alqueva tiveram que ver com a produção de energia elétrica, mas sobretudo com algo que fosse origem de água, para a criação de um sistema de regadio para toda a zona alentejana. Seria esta uma forma de desenvolver a agricultura e, assim, também fazer frente ao problema do abandono da terra.

Mas outras atividades, também bastante apelativas, foram pensadas e dão mais vida à vida que já existe. Todo este movimento de ideias foi precioso, também, para a criação de um elevado número de postos de trabalho numa zona com o problema da falta de ocupação das suas gentes.

A nível de entretenimento, a albufeira de Alqueva proporciona o desenvolvimento de várias atividades de interesse turístico. Tudo o que há para fazer no Alqueva tem a ver com o espaço circundante. Para aqueles que gostam de viver com emoções fortes e vieram ao Alentejo para desmistificar a ideia de que aqui só há sossego, eis algumas sugestões: Caça e pesca; Passeios pedestres; Passeios a cavalo; Passeios de avião e helicóptero; Voos em balão de ar quente; Passeios de barco no Alqueva; BTT; Barcos Casa; e Desportos náuticos

A Barragem de Alqueva é também já conhecida como o «Mar do Interior», devido à sua dimensão e às infinitas possibilidades de recreação aquática que possibilita, desde a pesca de margem, à pesca embarcada, desportiva ou até de competição. Nas várias praias fluviais, para além de aproveitar as águas para se divertir, também pode relaxar numa cadeira, toalha ou com os pés a refrescar.

A barragem abrange 5 concelhos alentejanos – Portel, Moura, Reguengos de Monsaraz, Mourão e Alandroal – e ainda os municípios espanhois raianos de Olivença, Cheles, Alconchel e Villanueva del Fresno. Dentro daqueles cinco concelhos há vilas e aldeias que, de modo diferente, tocam e são tocados pela beleza da Barragem de Alqueva.

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here