Retrospectiva 630

0
742

[quote_box_left]

1.- A visita oficial de Miguel Albuquerque a Venezuela agradou aos Portugueses que vivem no País. Não só aos Madeirenses que constituem a maioria dos lusitanos que aqui labutam. O novo Presidente do Governo da Região Autónoma da Madeira, na sua primeira visita oficial, pretendeu mostrar que estas visitas não se ficam apenas pelos eventos sociais ou que o seu sucesso é medido pelos minutos de aplausos de cada discurso. Desta vez a comitiva presidencial procurou inteirar-se dos problemas, saber os anseios e dificuldades da comunidade e apresentar soluções que, de alguma forma, possam dar resposta às pretensões.

Foi por esse caminho que se abordou a necessidade de ter mais e melhores ligações aéreas para a Madeira, de criar uma estrutura que dê apoio aos emigrantes que regressam ou que, apenas, estejam de férias e que pretendam tratar de questões legais ou relacionados com serviços da Administração Pública e Local. Foi explicado, uma vez mais, mas agora, com uma abertura mais interessante, o funcionamento do Centro Internacional de Negócios da Madeira e as suas muitas hipóteses de abertura a outros mercados, a partir de uma plataforma europeia, auditada e fora dos circuitos, por vezes, malévolos dos chamados paraísos fiscais.

Mas, também importante nesta viagem, foi ter-se falado de turismo. Foi o reconhecimento da importância que o emigrante tem quando está de volta à sua terra, sobretudo os descendentes que, por muitas vezes, não terem a disponibilidade de ficar em casas de parentes próximos, têm também de alojar-se em estabelecimentos hoteleiros.

Miguel Albuquerque reconheceu que o volume económico-financeiro da Emigração, nomeadamente da Venezuela, onde vivem muitos milhares de Madeirenses e descendentes, é hoje uma fatia que não pode ser desconsiderada no Orçamento da Região Autónoma, onde toda essa actividade se repercute. De uma forma ou outra são divisas que entram na Madeira e todos esses canais não podem ser fechados. Devem sim, ser apurados e afastados os empecilhos que desmotivam a ida dos nossos filhos a uma terra que a maioria esmagadora gosta. Esta atracção não pode perder-se por problemas menores ou pela ineficácia de alguns funcionários.

A visita do Presidente do Governo Regional da Madeira, e a sua oportuna deslocação a Miami, foi oportuna e dela se esperam excelentes resultados em todas as direcções, pois esse é um dos principais propósitos de uma boa governação.

[/quote_box_left]

[quote_box_right]

2.-Em Portugal caiu um Governo maioritário, em termos de votos e de deputados, mas minoritário em termos de apoio parlamentar. PSD e CDS/PP caíram na votação do programa governamental, que acabou por não recolher os votos necessários para derrotar uma moção de rejeição apresentada pelo Partido Socialista na Assembleia da República e que obteve todo o apoio dos partidos à esquerda. É a primeira vez que um cenário destes se coloca na Democracia Portuguesa do pós-25 de Abril de 1974.

Cabe agora ao Presidente da República optar por uma solução que se tem como certa ser um convite ao líder socialista António Costa para formar governo com apoio parlamentar à sua esquerda. O PS assinou alguns acordos com o Partido Comunista Português e o Bloco de Esquerda, nomeadamente, para conseguir derrotar a coligação de centro-direita que governou Portugal e que, acusa a esquerda, colocou os trabalhadores portugueses na miséria. A leitura de sectores à direita sobre os governos de Passos Coelho e Paulo Portas é diferente, pois consideram que o País recuperou da enorme dívida pública que tinha, conseguiu cumprir o acordo feito com instituições internacionais que lhe emprestaram dinheiro e saneou as finanças públicas, criando agora melhores perspectivas de estabilidade e desenvolvimento económico.

A questão voltou às mãos de Cavaco Silva que nos próximos dias apontará nova solução para a constituição de um Executivo Nacional. Entretanto, desde 5 de Outubro os Portugueses que votaram nas eleições legislativas do dia anterior, aguardam por um Governo que possa governar em paz.

[/quote_box_right]

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here